Thor: Amor e Trovão | Elenco e equipe falam sobre o filme

    Em Thor: Amor e Trovão, da Marvel Studios, o Deus do Trovão embarca em uma jornada diferente de tudo que já enfrentou – uma de autodescoberta. Mas seus esforços são interrompidos por um assassino galáctico conhecido como Gorr, o Carniceiro dos Deuses, que busca a extinção dos deuses. Para combater a ameaça, Thor pede a ajuda da Rainha de Asgard, Valquíria, seu amigo Korg e a ex-namorada Jane Foster, que – para surpresa de Thor – inexplicavelmente empunha seu martelo mágico, Mjolnir, como a Poderosa Thor. Juntos, eles se aventuram em uma aventura cósmica angustiante para descobrir o mistério da vingança do Carniceiro dos Deuses e detê-lo antes que seja tarde demais.

    O filme é dirigido por Taika Waititi (JoJo Rabbit) com roteiro de Waititi e Jennifer Kaytin Robinson. Kevin Feige e Brad Winderbaum produzem, acompanhados pelos produtores executivos Louis D’Esposito, Victoria Alonso, Brian Chapek, Todd Hallowell e Chris Hemsworth.

    Thor: Amor e Trovão chega aos cinemas no dia 7 de julho.

    EVOLUÇÃO

    Taika Waititi fez sua estreia na direção do Universo Cinematográfico Marvel (UCM) com Thor: Ragnarok (2017), uma aventura cósmica e cômica para o Deus do Trovão, interpretado por Chris Hemsworth.

    O diretor comentou sobre a evolução do personagem:

    Não acho exagero esperar mudanças em um personagem como Thor. Ele já existe há muito tempo, então há tempo para ele passar por diferentes fases. Fiquei aliviado quando soube o quanto Thor: Ragnarok estava sendo bem recebido, mas também foi um sentimento de orgulho que conseguimos reinventar esse personagem de uma maneira que fez o filme se sair bem, mas também fez as pessoas quererem ver mais dele.”

    Desde 2011, Thor apareceu em sete filmes do UCM, bem como na série animada What If…?, tornando-se o primeiro personagem a liderar quatro filmes de uma franquia da Marvel Studios. Para os fãs de todo o mundo, Chris Hemsworth simplesmente é Thor e, no entanto, ainda se sente compelido a explorar e evoluir seu papel.

    Chris Hemsworth adminite:

    Houve uma enorme pressão nisso. Thor é o único personagem a fazer um quarto filme até agora, então eu queria fazer algo diferente. Eu quero sempre fazer melhor com esse personagem. Uma das coisas legais dos filmes da Marvel é essa capacidade de abraçar vários gêneros dentro de um único filme. Isso mantém o público curioso, e os personagens desses diferentes gêneros parecem diferentes o tempo todo. Quando criamos Thor: Love and Thunder, sabíamos que os fãs iriam realmente surtar com isso, e realmente o título sugere muito sobre o que é o filme.”

    Para o produtor executivo Brian Chapek, o longa se resume em:

    O que diferencia este filme é que, no fundo, é uma história de amor. Vimos Thor crescer muito ao longo dos anos. Após os eventos de Vingadores: Ultimato, começamos a ver rachaduras em sua armadura. Ele começou a sentir alguma propriedade sobre todas as pessoas que ele perdeu em sua vida.”

    O amor é um tema retumbante que carrega ao longo do filme, mas Taika Waititi e sua equipe definitivamente trazem o trovão. O diretor comentou:

    “Thor: Amor e Trovão se parece com Thor: Ragnarok em termos de tom e estilo, mas queríamos dobrar o quão vibrantes e loucos são os mundos e as situações em que colocamos Thor. Porque quando você está lidando com o espaço sideral e um viking, se você correr e abraçar essa combinação incrível como a coisa que impulsiona a história, você só está realmente limitado pela sua imaginação.”

    Já o produtor Brad Winderbaum complementa:

    Se Thor: Ragnarok foi um álbum synth-pop dos anos 80, Thor: Amor e Trovão é um álbum de metal. Sabíamos que queríamos um título que evocasse uma sensação de rock ‘n’ roll dos anos 80. E Thor: Amor e Trovão parecia fazer isso.”

    THUNDERSTRUCK

    Quando Thor aparece pela primeira vez em Vingadores: Ultimato, ele está claramente passando por uma crise existencial, tendo sofrido recentemente uma série de golpes brutais. Ele perdeu família e amigos, sua casa em Asgard, Mjolnir e sua batalha com Thanos – sem mencionar seu físico divino.

    Ele também perdeu sua vontade de liderar, como Rei de Nova Asgard, e após o estalar de dedos do Homem de Ferro restaurar o universo, Thor concede seu título a Valquíria e pega carona com os Guardiões da Galáxia.

    Sobre esse novo grupo, Hemsworth diz:

    Thor viaja com os Guardiões [da Galáxia] e – para seu desconforto e irritação – se coloca firmemente no centro do grupo e tenta ditar como as coisas devem ser conduzidas.”

    Waititi diz que se inspira no personagem principal do filme.

    Eu realmente sinto que Thor, mais do que qualquer outro personagem do UCM, se presta a criaturas grandes, inventivas e coloridas de mundos diferentes. Ele tem uma casualidade e uma espécie de arrogância quando encontra esses alienígenas. Eu realmente sinto que estamos tornando isso uma aventura maior e mais engraçada, com personagens ainda mais legais e uma trilha sonora realmente incrível.”

    Mas não importa o tamanho de suas conquistas, o vazio interno de Thor é ainda maior. Ele declara que seus dias de super-herói acabaram e parte para descobrir o homem que ele realmente deveria ser.

    Brad Winderbaum conclui:

    A maioria das pessoas que estão tentando se encontrar, estão fugindo de alguma coisa. Ele está fugindo do amor porque, em sua experiência, todos que ele ama morrem. Se ele pode ou não articular isso, ele acredita que está amaldiçoado.”

    UM ATO DE GORR

    Infelizmente, a reclusão de Thor é de curta duração, pois um novo inimigo aterrorizante ameaça derrubar a galáxia. Gorr, o Carniceiro dos Deuses, travou uma guerra contra os deuses, matando-os um por um com uma arma de imenso poder sombrio.

    Thor enfrentou inúmeros inimigos – de Laufey, Rei dos Gigantes de Gelo, a sua irmã Hela, a Deusa da Morte, a Thanos, o Titã Louco – mas os cineastas optaram por aumentar ainda mais as apostas em Thor: Amor e Trovão.

    Waititi se diverte:

    Precisávamos sair de Hela e encontrar um vilão que fosse de alguma forma ainda mais formidável; e encontramos isso em Gorr, que é interpretado pelo notável Christian Bale.”

    Uma vez um homem pacífico e piedoso, uma perda esmagadora impulsiona Gorr em uma missão alimentada por sua necessidade desesperada de vingança. Winderbaum explica:

    Gorr seguiu as regras, e então, quando ele percebe que foi traído pelos deuses, ele é dominado por uma raiva que atinge um ponto tão febril que ele ganha um poder antigo e maligno e se propõe a livrar o universo desses deuses, que não cuidam de seus humanos.”

    Chris Hemsworth comenta sobre o trabalho de Christian Bale:

    Há muito drama e insanidade em torno de Gorr, mas Christian Bale conseguiu colocar o foco em cada momento. Você não pode tirar os olhos dele. O personagem é fascinante, porque como todos os bons vilões, Gorr tem razão. Ele pode não estar agindo da maneira certa, mas há empatia no roteiro e Christian trouxe muito mais camadas e muito mais profundidade para Gorr.”

    Os colegas de elenco de Hemsworth também ficaram surpresos com o desempenho de Bale, com Natalie Portman confessando:

    Todos nós estávamos realmente um pouco assustados na presença de Gorr.”

    Tessa Thompson revela:

    Christian como Gorr era fascinante. Ele faz aquela coisa que os vilões da Marvel fazem tão bem, que você vê que a vilania deles vem da dor, de algum trauma não processado.”

    HUMANA E PODEROSA

    Em sua busca por significado, Thor faz uma descoberta impressionante: Jane Foster, sua ex-namorada e astrofísica de renome mundial, provou ser digna de empunhar seu martelo mágico, Mjolnir, como a Poderosa Thor – uma transformação importante também para a atriz Natalie Portman, que interpretou Jane Foster em Thor (2011) e Thor: O Mundo Sombrio (2013); que ficou emocionada com seu retorno ao UCM.

    Taika veio até minha casa para conversar porque eu estava fora do mundo Marvel há um tempo. Quando ele explicou como Jane se tornaria a Poderosa Thor, foi fascinante considerar como essa experiência poderia ser. Trabalhar no filme foi um desafio realmente empolgante porque era muito improvisado, e Taika realmente mantém você alerta.”

    O diretor Taika Waititi compartilha sua empolgação sobre o retorno de Jane:

    Trazer ela de volta nesta nova interação, neste enredo de A Poderosa Thor em que Jane Foster se torna uma super-heroína, é emocionante. É brilhante ver Natalie de uma forma que não esperamos. Ela é uma ótima atriz e, para reinventar essa franquia de novo e de novo, não queríamos voltar a vê-la no mesmo papel. Não queremos vê-la apenas sendo uma cientista na Terra esperando por Thor.”

    Chapek complementa:

    Jane é uma personagem muito interessante porque ela é humana, mas ela tem esse poder incrível. Como ela vai lidar com esse poder? Acho que o público poderá se relacionar com Jane e sua jornada de uma maneira realmente significativa, porque ela é uma mortal que está lidando com questões muito humanas.”

    “Thor: Amor e Trovão também revela mais sobre o relacionamento de Jane e Thor e o eventual rompimento, permitindo que Chris Hemsworth e Natalie Portman mostrem suas habilidades cômicas.

    Hemsworth relembra dos momentos do set de filmagem:

    Natalie estava extremamente entusiasmada e pronta para qualquer coisa colaborativa, com um grande senso de humor. Esta é uma direção muito diferente para o personagem, então foi como um renascimento. Foi muito divertido.”

    UMA RAINHA E UM REI DOS DEUSES

    Na vila de Nova Asgard, a Rainha Valquíria, interpretado por Tessa Thompson, se cansa de seu papel de liderança. Como a última Valquíria sobrevivente, a força de elite de guerreiras de Asgard, ela sente falta dos velhos tempos, lutando ao lado de suas irmãs. Então, quando Gorr traz a batalha para Nova Asgard, ela não hesita em se reunir com Thor e enfrentar o Carniceiro dos Deuses.

    Tessa Tompson comenta sobre sua personagem:

    Interpretar um super-herói que contraria as convenções, que é tão forte e resiliente, é incrível. A coisa realmente empolgante sobre o Universo Cinematográfico Marvel é a ideia de que seu superpoder deriva das coisas que aconteceram com você, dos traumas, das coisas que fazem você ser condenado ao ostracismo. Mas as coisas que o tornam diferente também são o que o tornam espetacular.”

    Waititi diz que o personagem evoluiu, mas mantém as qualidades que conquistaram os fãs.

    Embora ela seja a Rainha de Nova Asgard, ainda vemos essa leveza e também essa raiva muito divertida que vem com o personagem.”

    Juntando-se ao esforço para deter Gorr está o fiel companheiro de Thor – e o humanóide rochoso favorito de todos – Korg, dublado e capturado em movimento pelo próprio Waititi.

    Ele ainda é leal a Thor. Ele ainda tem aquela inocência sobre ele, onde ele sempre vê o positivo nas pessoas. Ele é uma presença muito edificante para se ter no filme, e acho que todo filme precisa disso.”

    Winderbaum acrescenta:

    Korg é uma alma tão maravilhosa e inocente presa dentro desse exterior duro e rochoso, então ele é um personagem pelo qual você se apaixona instantaneamente. E ele é tão puro, mas é poderoso e forte ao mesmo tempo.”

    Enquanto Gorr abre uma trilha mortal pela galáxia, Thor apela para seus aliados e seu próprio ego, para deixar de lado quaisquer diferenças e pegar em armas. A equipe ainda tenta obter o apoio do lendário rei dos deuses, Zeus, interpretado por Russell Crowe. Zeus passa seus dias vivendo em excesso e parece alheio ao crescente número de deuses desaparecidos.

    Chris Hemsworth se revela fã e elogia o colega de elenco:

    Nunca pensei que veria o dia em que Russell apareceria na tela com figurino que lembraria Gladiador, mas com uma piscadela, totalmente autodepreciativa. Ele não se conteve. Eu sou tão fã. Eu tenho sido desde que comecei a atuar. Há tanto peso e seriedade em suas performances e para ele, como indivíduo, de longe. Mas ao conhecê-lo, ele tem um grande senso de humor e fez tudo o que Taika pediu no set, o que foi alucinante.”

    Portman também lembra sua reação com Crowe:

    Foi muito divertido ver Russell Crowe interpretar Zeus e ter um senso de humor tão grande com o personagem. Foi divertido vê-lo ser bobo. Acho que estamos tão acostumados com ele nesses papéis muito fortes e heroicos, então foi divertido vê-lo ser capaz de se soltar.”

    Thor precisará de toda a ajuda que puder para enfrentar o Carniceiro dos Deuses. E Winderbaum alerta sobre a necessidade disso:

    Gorr está em uma política de terra arrasada, então o que temos em Thor: Amor e Trovão são nossos heróis tentando parar um assassino antes que ele ataque novamente, viajando pelo cosmos, deduzindo onde ele vai atacar em seguida e correndo para proteger sua próxima vítima.”

    Confira o último lançado de Thor: Amor & Trovão:

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    TBT #183 | Platoon (1986, Oliver Stone)

    Platoon, de Oliver Stone sem dúvida está na lista dos fãs de filmes de guerra. Veja nossa clássica indicação de TBT!

    CRÍTICA – Amor & Gelato (2022, Brandon Camp)

    Amor & Gelato é a nova aposta de filme de romance da Netflix. Baseado no livro homônimo de Jenna Evans, o longa é dirigido por Brandon Camp.

    Thor: Amor e Trovão | Conheça o elenco do filme

    Agora falta pouco para Thor: Amor e Trovão chegar aos cinemas! Confira neste artigo quem são os personagens e atores envolvidos na produção.

    CRÍTICA – O Apocalipse do Amor (2022, Hilal Saral)

    O Apocalipse do Amor é um filme turco dirigido pela diretora Hilal Saral. Veja o que achamos da produção de estreia da diretora turca.