Início GAMES Crítica CRÍTICA – Rocket Arena (2020, Electronic Arts)

CRÍTICA – Rocket Arena (2020, Electronic Arts)

144
0
Rocket Arena

Explosões, tiros e foguetes. É assim que o novo jogo de ação e tiro da Electronic Arts (EA), Rocket Arena chega hoje aos consoles mundiais. Com gráficos cartunescos e muita ação, o game chega para PlayStation 4, Xbox One e PC, via Steam e Origin. Este é o primeiro título da produtora com o recurso de crossplay entre todas as plataformas.

Anunciado durante a EA Play Live, Rocket Arena é um jogo multiplayer de tiro entre equipes de três jogadores, onde cada um entra na partida controlando um personagem que possui características próprias. O gameplay é baseado no combate com armas explosivas que empurram o adversário para fora da arena – estilo Smash Bros.

Ao acertar o inimigo, o mesmo começa a preencher uma barra que, ao ser completada, explode o jogador para fora da arena para retornar após alguns segundos. A classificação indicativa é de 10 anos, exatamente para buscar o público de arcades e battle royales da nova geração. Portanto, não há mortes, nem eliminações ou quaisquer tipos de violência explícita no game.

MODOS DE JOGO

Rocket Arena

Há 5 modos de jogo: Nocaute; Foguetebol; Megafoguete e Caça ao tesouro; além do co-op, Ataque dos Foguetobôs. O primeiro modo é o mais utilizado nos games concorrentes. Exploda os adversários para fora da Arena utilizando dos foguetes, habilidades e itens de cada personagem. A equipe que atingir a meta de pontuação primeiro, vence.

Foguetebol será o handebol dos foguetes. A cada rodada, as duas equipes devem correr até o meio do cenário, pegar a bola e levá-la até o gol adversário. Quem fizer mais pontos, vence.

No Megafoguete, um enorme foguete voa até a arena, lançando todos os jogadores para longe ao aterrissar. Após o impacto, uma área de captura aparece. O objetivo é defender e capturar a área para marcar.

E a Caça ao Tesouro as equipes devem recolher o máximo de moedas que surgirem no cenário, ao mesmo tempo que devem defender o baú do tesouro. O baú possui uma contagem regressiva para, ao final, lançar uma moeda bônus. Quem fizer mais pontos, ganha.

O Ataque dos Foguetobôs é o modo Nocaute em formato cooperativo em que os amigos se unem para enfrentar o esquadrão de foguetobôs controlados pela IA.



PERSONAGENS

Rocket Arena

A versão de lançamento do game contará com 10 personagens. Mas a EA já anunciou que na abertura da primeira temporada, uma nova personagem jogável estará disponível. No game, a cada partida jogada, você ganha experiência que poderá ser usada para desbloquear peças de foguetes e de totens, além de trajes e customizações.

Cada um dos personagens possui uma característica própria. Seja magia ou um canhão. Qualquer artefato pode ser equipado e usado por qualquer herói. Os seus foguetes não causam dano a você ou aos seus companheiros. Esquivas, velocidades e habilidades especiais são os grandes diferenciais dos personagens.



JOGABILIDADE E GRÁFICOS

O tom dos gráficos é cartunesco, semelhante ao Plants vs Zombies, da própria EA. Porém, com uma jogabilidade bem fluida. As explosões são brilhantes e empolgam o player nas primeiras partidas. Testado no PC, o game não demonstrou instabilidade nas partidas online e apresentou uma boa inteligência artificial para os bots. Está bem refinado nos movimentos, detalhes de luzes, sombras e reflexos.



PRIMEIRA TEMPORADA

Comprometida e trazer uma grande dose de conteúdo após o lançamento para os jogadores, a Temporada 1 começa em 28 de Julho e trará uma lista de novidades:

  • Vários eventos no jogo;
  • Três mapas adicionados à organização de partidas;
  • Herói adicional com 100 níveis de progressão em potencial;
  • Novas listas de partidas com diversas variações dos modos de jogo;
  • Passe de impacto para compra com dezenas de itens desbloqueáveis exclusivos.

CROSSPLAY

Este será o primeiro game da EA com crossplay, que permite aos jogadores de todas as plataformas jogarem partidas juntos. O game, que foi lançado para PS4, Xbox One e PC, irá integrar todos os jogadores num mesmo game, igual ao que acontece com Fortnite e PUBG. Para acessar o recurso, o jogador deverá habilitá-lo manualmente nas configurações do jogo. Ainda não há informações sobre o lançamento do game para Nintendo Switch.

Rocket Arena está disponível nas lojas de games e aplicativos por: R$ 149,00 em sua versão standart; R$ 199,00 na versão Mytic e; R$ 135,00 para assinantes EA Access.

AVALIAÇÃO

Rocket Arena

Com gráficos bonitos e uma jogabilidade entusiasmante, Rocket Arena é uma boa alternativa para os diversão com amigos online. Os modos de jogos diversificados garantem uma variação entre as partidas e as explosões empolgam a cada jogador enviado para fora da Arena. Talvez o preço seja um pequeno empecilho para o sucesso, já que os concorrentes são disponibilizados gratuitamente.

Fica a esperança da implementação do crossplay nos demais jogos da produtora, ainda mais com o lançamento da nova geração de consoles da Sony e Microsoft se aproximando cada vez mais.

Nossa nota

Crítica escrita pelo nosso amigo Guilherme Testa.

Confira o trailer do game: 

Você já teve a oportunidade de jogar Rocket Arena? Se sim, deixe seus comentários e sua avaliação abaixo. Se não teve oportunidade de jogar, o game foi lançado hoje para PlayStation 4, Xbox One e PC, via Steam e Origin.

Nota do público
Obrigado pelo seu voto



Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.