CRÍTICA – Sekiro: Shadow Die Twice (2019, FromSoftware) 

    Sekiro: Shadow Die Twice é um jogo de ação e aventura desenvolvido pela FromSoftware e publicado pela Actvision em 2019.

    O jogo foi o vencedor do Game Awards 2019 nas categorias Jogo do Ano e Melhor Jogo de Ação e Aventura; o game encontra-se disponível para PlayStation 4, Xbox One e PC.

    SINOPSE

    Trilhe o caminho da vingança nesta aventura inédita da FromSoftware, os criadores da série Dark Souls. Em Sekiro: Shadows Die Twice, você é o “lobo de um braço só”, um guerreiro desfigurado, resgatado da beira da morte. Destinado a proteger um jovem senhor descendente de uma antiga linhagem, você é alvo de muitos inimigos cruéis, incluindo o perigoso clã Ashina. E, após a captura do jovem senhor, nada impedirá sua jornada arriscada para retomar sua honra, nem mesmo a morte.

    ANÁLISE

    Sekiro foi o grande vencedor do Game Of The Year 2019 e segue sendo o jogo da década com uma história linear, bela estética e jogabilidade única. Ainda assim, o mesmo tem elementos de outros jogos da franquia Soulsborne.

    No entanto, o jogo é um ponto fora da curva e acaba sendo o jogo mais desafiador e punitivo até o momento. Lembro de estar com muito hype no ano de seu lançamento, mas infelizmente acabei “dropando” o jogo por imaginar que nunca iria concluí-lo. Diante das incontáveis mortes que sofri nos inimigos que não eram nem os chefes principais, isso acabou me afastando completamente do jogo.

    Apesar de minha frustração com elevado nível de punição, eis que em 2023 tomei a decisão de superar os desafios de Sekiro: Shadow Die Twice e zerá-lo. Amigos, essa foi uma das experiências mais épicas e de muita dor e sofrimento que já tive com os jogos de Hidetaka Miyazaki. Sério, jogos como Dark Souls, Bloodborne e Elden Ring são um mar de rosas perto da linha de dificuldade de Sekiro. Tanto que felizmente nesse ano eu consegui concluir essa “pendência” depois de 184 horas de “masoquismo” e muita adrenalina.

    PUBLICAÇÕES RELACIONADAS:

    CRÍTICA – Elden Ring (2022, FromSoftware)

    Elden Ring: 5 dicas valiosas para iniciantes

    Sekiro, apresenta uma história que se passa no Japão durante o período Sengoku com misto de fantasia. Diferente de outros jogos da FromSoftware, aqui temos uma narrativa linear que é entendível, narrativa essa que sempre foi uma ambiguidade em outros jogos, mas ainda assim diversos pontos da narrativa você terá que conversar com NPCs para ficar mais claro o que ocorreu no passado desses personagens.

    Como havia dito no início, minha experiência com Sekiro: Shadow Die Twice foi sofrida, mas apesar de toda a dificuldade o jogo se tornar recompensador e fantástico após cada chefe derrotado, pois diante das minhas falhas pude notar que o erro não estava na dificuldade do jogo em si e sim mim por não ter ainda aprendido a movimentação dos inimigos. Com isso, o jogo vai exigir muita atenção do jogador para aprender a analisar cada inimigo.

    Embora o jogo exige muita paciência para aprender o ritmo de batalha de cada inimigo, o resultado de cada batalha se torna magistral e cinematográfico. Sekiro apesar de classificado como um game de ação e aventura, também possui elementos de RPG; como, por exemplo, uma árvore de habilidades que pode ser desbloqueada com a compra de brasões espirituais ou derrotando determinados chefes.

    Esse ponto do RPG é diferente de outros jogos Soulsborne, aqui não temos mais aquela gama de planilhas com cada ponto de habilidade liberado.

    COMBATE E SISTEMA DE POSTURA

    Em Sekiro: Shadow Die Twice temos um combate baseado na realidade de uma batalha entre samurais. Essas batalhas envolvendo espadas são simplesmente épicas e dignas de terem saído das páginas do mangá Vagabond ou mesmo dos filmes do lendário diretor Akira Kurosawa.

    O combate é tão bom, que se tornou influente para outros grandes jogos como Nioh e Ghost of Tsushima. Além do combate incrível, outro destaque vai para o sistema de postura que é simplesmente sensacional.

    PUBLICAÇÃO RELACIONADA | CRÍTICA – Ghost of Tsushima (2020, Sucker Punch)

    O sistema de postura funciona da seguinte forma: cada vez que você ataca o seu inimigo, uma barra de postura vai enchendo da cor amarela até ficar vermelha. Caso essa linha chegue no vermelho, automaticamente você finaliza o seu oponente com um golpe mortal.

    Vale ressaltar que esse sistema de postura serve para você também. Por isso, é bom sempre ficar atento com sua postura além da barra de vida.

    Alguns chefes eu consegui derrotá-los quebrando a postura sem finalizar a barra de vida do inimigo. No entanto, como nada é fácil nesse jogo, para quebrar a barra de postura você terá que ser agressivo e partir pra cima com agilidade e precisão para quebrar essa barra de postura. Caso você venha a se afastar do inimigo essa barra irá diminuir e você terá que recomeçar tudo do zero.

    Outro ponto que vale ressaltar, é a mecânica de parry que torna recompensador cada ataque defendido. Com parry é possível também quebrar a barra de postura e é muito satisfatório derrotar inimigos apenas com parry.

    GRÁFICOS, DESIGN E SONOPLASTIA

    Os gráficos do mundo de Sekiro são simplesmente lindos e memoráveis. Diferente dos mundo de Dark Fantasy aqui temos gráficos mais voltados para ambientação do período Sengoku. Em diversos momentos me peguei admirando os gráficos e cada detalhe desse mundo bem polido. Destaque também para as cutscene que são extraordinárias.

    Em relação ao design, cada personagem tem um design repleto de pequenos detalhes e são muito elegantes. Em destaque para o design do Sekiro que com sua prótese fica ainda mais legal.

    A sonoplastia é outro ponto incrível que torna a experiência de gameplay ainda melhor, afinal o seria de um jogo de samurais sem poder ouvir o tilintar do encontro das espadas e lanças em batalha?

    VEREDITO

    Definitivamente Sekiro: Shadow Die Twice é para mim um dos melhores jogos da década que será sempre reverenciado e influente para outros jogos. Confesso que achei que nunca iria conseguir terminar o game, pois no último chefe passei duas semanas travado, tentando aprender a movimentação e o tempo certo para atacar. Eu realmente pensei que esse inimigo estava além da minha capacidade, mas felizmente após morrer mais de duas vezes como diz o subtítulo do jogo zerei essa obra-prima da FromSoftware.

    Nossa nota

    5,0 / 5,0

    Assista ao trailer:

    Sekiro: Shadow Die Twice está disponível para PlayStation 4, Xbox One e PC.

    Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

    Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

    Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

    Artigos relacionados

    Confira os principais lançamentos de games de julho de 2024

    Julho é um mês com menos lançamentos, mas nem por isso, são lançamentos menos importantes. Confira todos os lançamentos do mês.

    EU CURTO JOGO VÉIO #18 | ‘Star Wars: The Force Unleashed’ é game de ação embebido no mais puro suco da franquia

    Star Wars: The Force Unleashed foi um dos pontos mais altos da geração do Xbox 360 e do PS3. Nele, controlamos Starkiller, conheça o game!

    CRÍTICA: ‘The Rogue Prince of Persia’ é divertido mergulho na franquia

    The Rogue Prince of Persia é um novo passo na franquia Prince of Persia. O game nos lança pela história do Príncipe enfrentando os hunos.

    EU CURTO JOGO VÉIO #17 | ‘Donkey Kong Country’ é um abraço carinhoso no coração

    Donkey Kong Country é um mergulho na nostalgia e no início de uma das mais brilhantes e divertidas IPs da Nintendo.