Início GAMES Crítica CRÍTICA – The Smurfs: Mission Vileaf (2021, Microids)

CRÍTICA – The Smurfs: Mission Vileaf (2021, Microids)

CRÍTICA - The Smurfs: Mission Vileaf (2021, Microids)

The Smurfs: Mission Vileaf é o novo jogo da franquia dos Smurfs! Desenvolvido pela OSome Studio e publicado pela Microids, o game estará disponível para Xbox One, PS4 e Nintendo Switch em novembro.

Ele já está disponível para PC, e será compatível com PS 5 e Xbox Series X|S. Confira nossa análise do jogo para o console híbrido da Nintendo.

SINOPSE

Em um grimório empoeirado, o mago Gargamel acabou de colocar as mãos na fórmula de uma planta do mal: a vileaf.

Esta planta produz sementes que podem atrair e aprisionar Smurfs, mas estas plantas também são um grande perigo para a floresta, pois são tóxicas, especialmente para os campos de salsaparrilha!

Papai Smurf decide pedir a alguns de seus companheiros Smurfs para ajudá-lo a encontrar os ingredientes para um antídoto superpoderoso. Graças ao smurficador, uma invenção do Smurf Habilidoso, você embarca em uma aventura para encontrar os ingredientes, libertar seus companheiros e salvar toda a vila!

ANÁLISE

The Smurfs: Mission Vileaf mistura elementos de plataforma 3D e exploração em um design lindo. Com mecânicas de jogo variadas, o novo game da OSome Studio e Microids é indicado para todo o tipo de público.

Na história, uma planta estranha tem invadido a vila. Transformando a vegetação, a planta cria arapucas e aprisiona os Smurfs, facilitando que Gargamel os utilize em seus experimentos. Preocupado, o Papai Smurf seleciona quatro Smurfs para ajudarem nessa missão: Robusto, Gênio, Chef e Smurfette.

Com a incumbência de coletar ingredientes para a criação de uma poção, o jogador deve utilizar os quatro personagens ao longo das missões, aplicando as mais diversas dinâmicas. Desde utilizar o smurficador para planar, correr mais rápido e até derrotar seus inimigos, The Smurfs: Mission Vileaf consegue criar uma trama divertida, ancorada em missões instigantes.

CRÍTICA - The Smurfs: Mission Vileaf (2021, Microids)

Mesmo sendo um jogo mais voltado para o público infantil, The Smurfs: Mission Vileaf mantém as características que fazem outros games similares serem um sucesso estrondoso entre todas as idades. Com elementos que remetem a jogos como Crash, Mario e Sonic, é possível se sentir desafiado em diversas missões apresentadas em tela.

O que chama bastante atenção no game são seus elementos gráficos. O design é impecável e, no Nintendo Switch, há poucos momentos de bugs ou em que o jogo trava. A experiência é sólida e possui uma boa jogabilidade. Além disso, o storytelling é apresentado de maneira criativa, utilizando de walkie-talkies entre os personagens ao longo das missões.

CRÍTICA - The Smurfs: Mission Vileaf (2021, Microids)

Todos os comandos são fáceis de aplicar, se baseando basicamente no funcionamento do smurficador e dos pulos. Você consegue também planar no ar, coletando combustível ao longo do percurso, o que lembra muito as fases aéreas de Sonic Colors: Ultimate.

Dentre os pontos negativos está a falta de estímulo em retornar pelos caminhos anteriormente desbravados. Quando uma grande missão é finalizada, o jogo começa novamente na vila, evitando que o jogador faça o caminho de volta e pegue os itens que ficaram para trás. Entretanto, nada que estrague a experiência.

VEREDITO

The Smurfs: Mission Vileaf é um jogo divertido e que pode ser jogado por toda a família. Com uma dinâmica de aventura e plataforma 3D, o game garante boas horas de diversão e desafios.

Nossa nota

4,0/5,0

Assista ao trailer:

Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

Artigo anteriorTBT #149 | Festa no Céu (2014, Jorge R. Gutierrez)
Próximo artigoCRÍTICA – Alerta Vermelho (2021, Rawson Marshall Thurber)
Relações-Públicas de formação. Com pós-graduação em Star Wars e universo expandido, mas Trekker de coração. Defensora de todos os Porgs, Ewoks e criaturas fofinhas da galáxia.