Resident Evil 4: O que queremos para o remake

    Resident Evil 4 é um dos títulos mais célebres da franquia de zumbis da Capcom. Afinal, na época de seu lançamento, RE4 revolucionou o gênero de ação e aventura em terceira pessoa. Na verdade, ele é tão celebrado que alguns fãs argumentam que não precisa de um remake, principalmente com a divisão de opiniões sobre os remakes da franquia depois do sucesso de Residel Evil 2 e do não tão popular Resident Evil 3.

    PUBLICAÇÃO RELACIONADA | CRÍTICA – Resident Evil 2 (2019, Capcom)

    Eu particularmente sou um grande fã de Resident Evil 4 e sinto-me dividido sobre o remake ser necessário ou não. Afinal é impossível saber se o título será bem sucedido como o remake de RE2. Por outro lado, a Capcom poderia voltar sua atenção para Dino Crisis que é uma franquia de peso e totalmente esquecida pelo tempo. 

    Mas, como Resident Evil 4 é um título popular e comercialmente bem-sucedido, trazê-lo de volta para os consoles de última geração não deixa de ser uma perspectiva empolgante, e já que não tem mais volta… Cabe a nós imaginarmos o que gostaríamos de ver na versão remake!

    LOBO

    Pode não parecer importante para a trama, mas gerou boas “tretas” entre os fãs do game original.

    No início do game original Leon encontra um lobo preso em uma armadilha e cabe ao jogador decidir o que fazer: ignorar o sofrimento do animal, libertá-lo ou até mesmo eliminá-lo. A segunda opção rende um momento interessante durante o combate contra um dos chefes do game, mas que não influencia o desenvolvimento da gameplay ou da trama qualquer que seja sua escolha para o animal.

    Por outro lado, os jogadores que escolheram eliminar o animal – seja para poupar o sofrimento ou mesmo por sadismo – eram frequentemente “julgados” por escolherem tal opção. Agora fica o questionamento: qual será a proporção que esse momento pode tomar nos dias atuais?

    O MERCADOR

    Provavelmente o personagem mais misterioso do quarto título da franquia, o “Mercador” era um cara mascarado com um sobretudo recheado de todo tipo de armas, munições e outros itens essenciais para a sobrevivência do jogador ao longo de sua gameplay. Era quase reconfortante encontrar esse lunático nos lugares mais improváveis ao longo do história.

    Podemos dizer que sua presença é indispensável para Resident Evil 4 Remake, afinal é como se o personagem fizesse parte da essência do game de 2005. Agora resta saber como a Capcom fará isso funcionar: os zumbis continuar “dropando” ouro? Joias, artefatos e moedas continuarão existindo para que essas compras possam acontecer?

    Ainda não há confirmações ou detalhes sobre as negociações na nova versão.

    “CABEÇA DE SACO DE PANO”

    A franquia sempre contou com a criatividade ao apresentar inimigos ao longo do percurso dos protagonistas, animais zumbis, monstros que escalam paredes, seres gosmentos cheios de tentáculos, etc. Mas, em Resident Evil 4 Dr. Salvador era mais conhecido como “o cara da serra elétrica” ou “o cabeça de saco de pano” e sem sombras de dúvidas foi o primeiro a eliminar muitos jogadores.

    Sua primeira aparição no game pegou muitos gamers de surpresa que em seu primeiro encontro com o adversário não tiveram tempo de reação suficiente para escapar da velocidade do ataque desse camponês alucinado com sua serra elétrica indo direto no pescoço de Leon e fazendo a cabeça rolar.

    É importante este memorável inimigo estar presente no remake, afinal: a primeira morte chocante de Resident Evil 4 a gente nunca esquece.

    VILÕES

    A franquia Resident Evil tem muitos vilões icônicos, desde Nemesis (RE3) à Lady Dimitrescu (RE Village), e Resident Evil 4 teve alguns no mínimo interessantes. Tivemos desde chefões menos “trabalhosos”, como El Lago até os mais complexos, como Salazar e Jack Krauser; e todos eles enriquecem muito o elenco de vilões do título original.

    Até o momento, o único confirmado que podemos ver no trailer de anúncio é Bitores Mendez, o xerife de um estranho vilarejo na Espanha tomado por pessoas descontroladas. Mendes é um dos infectados pelas Las Plagas, parasitas cultivados pelos Los Iluminados, a quem os habitantes servem.

    PUBLICAÇÕES RELACIONADAS:

    Conheça Nemesis, o vilão mais assustador da franquia

    Lady Dimitrescu: Conheça a vilã de Resident Evil Village

    SEQUÊNCIAS DE QTS

    As sequências em Quick Time Events são famosas em muitas franquias, como God of War, por exemplo. E a Capcom já havia começado a introduzir o QTS no título anterior ao nos depararmos com Nemesis. E em Resident Evil 4, as sequências QTS ficaram mais parecidas com o que estávamos acostumados a ver em outros jogos e tornou-se algo divertido por trazer momentos de adrenalina alta na jornada de Leon.

    Espero que no remake tenhamos a oportunidade de correr de uma pedra gigante apertando X feito louco, pular entre lasers e até fugir da estátua gigante de Salazar. Precisamos aguardar para ver se o primeiro trailer com gameplay apresentará algo parecido com o QTS.

    TEMPO DE GAMEPLAY

    Resident Evil 4: Capcom aprova remake

    O quarto jogo de Resident Evil 4 é um dos maiores da franquia, senão o maior. São muitos lugares por onde o jogador passa com Leon, que agora já não é mais o policial novato de Resident Evil 2. Vilarejos, castelos, laboratórios, ruínas, são muitos cenários cheios de inimigos com diversas dificuldades.

    Resident Evil 3 que é muito provavelmente o mais curto da franquia, sofreu com a ausência da Torre do Relógio na sua versão remake, tornando o título ainda mais curto que o original. A esperança é que a Capcom não cometa o mesmo erro removendo cenários em Resident Evil 4 Remake.

    Na verdade a esperança é que com a oportunidade de relançar um dos títulos mais importantes da franquia para a nova geração de consoles, a Capcom possa ampliá-lo ao invés de podá-lo, aumentando assim a gameplay dos jogadores.

    ASHLEY, A INSUPORTÁVEL

    Ouvir os gritos de socorro de Ashley Graham, a filha do presidente dos EUA, talvez seja a coisa mais irritante de Resident Evil 4. Não pelos perigos que a jovem – desarmada – precisa enfrentar durante a missão de resgate de Leon, mas sim pela “burrice” da personagem. Muitas vezes ao longo do jogo original, a personagem mais atrapalha do que ajuda; transformando a missão de resgate – e a gameplay – num verdadeiro inferno.

    Por ser o objetivo principal do título, obviamente Ashley estará presente. Obviamente, seria pedir muito que a Capcom mudasse toda a trama para remover a jovem; por outro lado, será muito bem vindo se na versão remake que a personagem possa pelo menos possa utilizar algum tipo de arma para se defender; ou pelo menos ser mais ágil e esperta.


    Assista ao trailer de anúncio:

    Resident Evil 4 será lançado no dia 24 de março de 2023 exclusivamente para o PlayStation 5.

    LEIA TAMBÉM:

    Resident Evil: Confira os 5 melhores jogos da franquia

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    CRÍTICA – Fire Emblem Warriors: Three Hopes (2022, Nintendo)

    Fire Emblem Warriors: Three Hopes é um jogo de JRPG e hack'n'slash lançado em 24 de junho de 2022 para Nintendo Switch. Leia nosso review.

    CRÍTICA – Sonic Origins (2022, Sega)

    Sonic Origins é a mais nova coletânea da Sega. A coletânea conta com os jogos clássicos da franquia com novos modos de jogo.

    HBO Max: Títulos para comemorar 1 ano do serviço

    A HBO Max está em festa! No dia 29 de junho, a plataforma de streaming completa um ano de seu lançamento na América Latina!

    Sandman: As melhores HQs para ler antes da série

    Originalmente, as 75 edições da HQ são divididas em 13 arcos. Essas são as histórias fundamentais de Sandman para você ler antes da série!