CRÍTICA – Círculo de Fogo: The Black (2ª temporada, 2022, Netflix)

    A série de animação Círculo de Fogo: The Black (Pacific Rim: The Black) baseada na franquia cinematográfica de Círculo de Fogo (Pacific Rim), produzida por Guillermo del Toro, retorna para sua segunda temporada nos apresentando o princípio do fim, onde o mundo que conhecíamos está destruído, com seus continentes devastados e suas metrópoles arrasadas.

    A Austrália também foi invadida por Kaiju, forçando a evacuação de toda a população e os últimos sobreviventes para abrigos e é quando os irmãos Taylor e Hayley ficaram para trás.

    Lançada ontem (19), a segunda temporada aparentemente conclui a jornada dos irmãos.

    SINOPSE

    A Terra foi devastada pelos Kaiju, acredita-se que em Sidney, na Austrália, o um último QG com Jaegers em atividade na luta contra os gigantes monstros ainda resiste e abordo do Jaeger Atlas Destroyer, os irmãos Taylor e Hayley seguem em sua jornada até lá na esperança de encontrarem abrigo e seus pais desaparecidos; mas, em paralelo descobrirão junto com Mei e Garoto um novo significado para “família”.

    ANÁLISE

    A segunda temporada da animação de Círculo de Fogo: The Black já está disponível na Netflix. Veja o que achamos!
    Mei, Garoto, Hayley e Taylor com o Atlas Destroyer.

    O primeiro filme Círculo de Fogo (2013), foi um espetáculo para os fãs de filmes de Kaiju, porém sua sequência, Círculo de Fogo: A Revolta (2018) beirou a galhofice, mesmo tento incríveis novos Jaegers; com a animação Círculo de Fogo: The Black (2021), os fãs tiveram um pequeno alento mesmo que o nível de qualidade não tenha alcançado o primogênito da franquia.

    PUBLICAÇÕES RELACIONADAS:

    Círculo de Fogo: A Revolta – Conheça os novos Jaegers!

    PRIMEIRAS IMPRESSÕES – Círculo de Fogo: The Black (1ª temporada, 2021, Netflix)

    Agora, nove anos depois do primeiro filme, a segunda temporada da animação retorna com seus 7 episódios com duração média de 20min.; igual a temporada anterior. Um ponto positivo, já que os poucos e curtos episódios são convidativos para uma rápida maratona. Por outro lado, a produção tem poucas – ou quase nenhuma – emoção.

    Continuamos exatamente de onde a temporada anterior parou, mas sem grandes surpresas. Somos apresentados brevemente a dois novos personagens, descobrimos o que aconteceu com os pais desaparecidos dos protagonistas e chegamos ao fim sem respostas sobre os personagens secundários.

    Por ser tão curta, a temporada conclui bem a jornada dos protagonistas que saem do ponto A ao ponto B em busca de seus pais; mas ao longo do percurso eles criam fortes laços com personagens secundários, Mei e principalmente o híbrido Garoto, mas infelizmente ficamos com mais perguntas que respostas sobre o futuro deles.

    Mei irá acessar todas as suas memórias?

    Quem criou o Garoto? De onde ele veio? Ele será utilizado como uma arma?

    E a Alta Sacerdotisa das Irmãs, como ela era um híbrido?

    VEREDITO

    Pelo ponto de vista dos protagonistas, Círculo de Fogo: The Black chegou ao seu fim de forma satisfatória; por outro lado, seus personagens coadjuvantes precisam de algumas respostas. Particularmente, prefiro ficar sem elas. Uma nova temporada serviria apenas para esticar algo que não precisamos e então vir a cometer o erro das franquias que não souberam a hora de parar. Falei sobre isso nesta publicação.

    A animação não é a melhor do catálogo da gigante do streaming mas certamente serve de entretenimento para os órfãos fãs da franquia dos Kaiju e Jaegers.

    Nossa nota

    3,0 / 5,0

    Assista ao trailer original:

    A segunda temporada de Círculo de Fogo: The Black já está disponível na Netflix.

    Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

    Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

    Artigos relacionados

    CRÍTICA – Mulher-Gato: A Caçada (2022, Shinsuke Terasawa)

    Mulher-Gato: A Caçada é a mais nova aposta da DC e conta com alguns nomes conhecidos em seu elenco de voz. Confira nossa crítica.

    CRÍTICA – Manifest (2ª temporada, 2020, NBC)

    A segunda temporada de Manifest aprofunda ainda mais a história sem resolver arcos do passado. Mas isso é bom, ou ruim?

    Sandman: Quem é quem na série da Netflix?

    Sandman é um dos grandes lançamentos do mês de agosto na Netflix e conta com um bom elenco. Confira agora os principais nomes da série.

    PRIMEIRAS IMPRESSÕES – Sandman (1ª temporada, 2022, Netflix)

    Sandman chega na Netflix amanhã, 05 de agosto. Veja o que achamos dos primeiros episódios da adaptação das HQs de Neil Gaiman!