Início SÉRIE Artigo Game of Thrones: Por que Jon é o Regente por direito de...

Game of Thrones: Por que Jon é o Regente por direito de Westeros?

102
0
Game of Thrones: Por que Jon é o Regente por direito de Westeros?

A oitava temporada de Game of Thrones finalmente estreou e mostrou Jon Snow descobrindo a verdade sobre seus pais, explicando ao público em geral a razão dele – e não Daenerys – ser o verdadeiro herdeiro do Trono de Ferro.

Bran Stark
Bran Stark ‘warging’

A verdade a respeito dos pais de Jon têm rondado Game of Thrones por toda a série. Inicialmente, as questões rondavam quem era a honrável mulher que poderia ter feito Ned Stark trair seus votos e gerar um bastardo, mas como a série da HBO continuou, os mistérios acerca dos pais de Jon Snow se tornaram ainda mais complicados.

Na sexta temporada, Bran descobriu via visões do Corvo de Três Olhos que Jon não era um filho bastardo de Ned, mas de fato seu sobrinho; filho da irmã mais nova de Ned, Lyanna e Rhaegar Targaryen.

Oficialmente descoberto que Jon Snow, o filho de Rhaegar e Lyanna confirmou uma das mais famosas teoria dos fãs (R+L=J), mas Game of Thrones avançou ainda mais com sua revelação. Enquanto Gilly lia uma passagem de um diário de um dos Septões, que menciona que o casamento de Elia Martell e Rhaegar fora anulado antes do mesmo do casamento com Lyanna e depois disso, Jon nasceu.

Sam revela isso a Jon na estreia da oitava temporada, explicando como ele é o filho legítimo de Rhaegar e o regente por direito de Westeros, e que seu nome verdadeiro é Aegon VI Targaryen.

Rhaegar Targaryen e Lyanna Stark
Rhaegar Targaryen e Lyanna Stark

O público sabe a verdade a respeito dos pais de Jon desde o fim da sétima temporada, quando o último episódio da temporada foi ao ar, quando Sam vai até Bran e conta a ele o que Gilly descobriu em um dos diários dos Septões.

Bran, sendo o Corvo de Três Olhos, então, usa seus poderes para olhar o passado e testemunhar o casamento de Rhaegar e Lyanna, confirmando que o nascimento de Jon não foi fora do casamento, como pensado originalmente.

Isso significa que Jon Snow é o filho legítimo de Rhaegar e herdeiro, vindo antes mesmo de Daenerys (irmã mais nova de Rhaegar) na linha de sucessão. E desde então, os fãs se perguntam a respeito de quando a verdade será revelada por Jon e como isso afetaria sua fidelidade para com sua rainha (sem mencionar o envolvimento amoroso dos dois).

Julgando por quando Sam contou a verdade, a notícia de que Jon é na verdade Aegon VI e com certeza apenas para aumentar as tensões já se formando entre as diferentes facções acampadas em Winterfel. Sam acabara de descobrir que Daenerys executou seu pai e seu irmão, e é aparentemente o que o estimula a contar a verdade para Jon.

Sansa e Arya já consideraram Daenerys, uma invasora estrangeira, e até mesmo Tyrion já expressou sua preocupação a respeito da Mãe dos Dragões sendo incapaz de perder sua natureza vingativa.

O apoio que Daenerys reuniu em Westeros é tênue, e não seria difícil para alguém como Jon suplantá-la como a regente escolhida – supondo, é claro, que isso seja o que Jon quer.

Diferente de muitos personagens de Game of Thrones, ele não busca poder (apesar de sempre ser imposto a ele.). É um traço do que o faz ser a escolha ideal para governar os Sete Reinos – ainda mais do que sua reivindicação legítima ao trono – mas isso pode ser o que o impede de perseguir seu destino.

Jon pode escolher abdicar pelo juramento que ele fez à Daenerys por honra, ou pode escolher manter a verdade em segredo a fim de continuar tendo a seu lado o exército e os dragões para a luta contra o Rei da Noite.

De qualquer forma, haverá consequências, caso Daenerys descubra a verdade, e como Jon reagirá à ser o rei legítimo terá grande implicações a respeito de para onde a oitava e última temporada de Game of Thrones rumará.

Comentários