Início SÉRIE Artigo Lovecraft Country: O que o grande twist do episódio 4 significa?

Lovecraft Country: O que o grande twist do episódio 4 significa?

30
0
Lovecraft Country

O episódio 4 de Lovecraft Country terminou com uma terrível reviravolta, que mostrou um importante personagem que parece estar a um empurrão de se tornar um vilão, mas o que isso realmente significa?

No episódio 4, A History of Violence, Montrose Freeman (Michael K. Williams) matou a sangue frio uma personagem que ele, Leti (Jurnee Smollett), e Atticus (Jonathan Majors) passaram todo o episódio inadvertidamente tentando localizar. Apesar de não estarem procurando por Yahima (Monique Candelaria) diretamente, os três passaram por um momento meio Indiana Jones em uma aventura abaixo do Museu de História Natural – especificamente na exibição de Titus Braithwhite – para tentar descobrir mais sobre os poderes dos Filhos de Adão e Christina (Abbey Lee).

Montrose, ainda sentindo o pesar da morte de seu irmão George (Courtney B. Vance), queimou o livro que recebeu no episódio 2, Whitey’s on the Moon, que estava conectado aos Filhos de Adão, e detalhava suas regras e costumes.

O livro não é tão misterioso quanto o Livro dos Nomes, que Christina procura, especificamente suas páginas perdidas estão conectadas a Hiram Winthrop, o dono anterior – e extremamente racista – da nova casa de Leti.

Entretanto, o fato de Montrose queimar o livro demonstra um grande problema. E coloca um precedente de que ele não está tão feliz para que seu filho descubra mais sobre os Filhos de Adão, se é para sua própria proteção ou por alguma outra razão, isso ainda é um mistério no Episódio 4.

Atticus é um leitor ávido, e fã de ficção pulp, e foi um incrível navegador através de diversas aventuras perigosas que ele e seus companheiros viveram. Monstrose parece ser alguém bem decidido, um homem que pensa rápido e parece ter uma razão para tudo que faz. Dito isso, é provável que ele tenha uma boa razão – segundo ele – para matar alguém que era presumivelmente, inocente.

Por que Monstrose matou Yahima?

Lovecraft Country

A razão mais provável de Montrose ter matado Yahima é por ela ter respostas sobre Titus Braithwhite diretamente. Foi revelado que Atticus é de alguma forma ligado a Titus diretamente; no episódio 2, ele foi usado por Samuel Braithwhite (Tony Goldwyn) em um ritual para abrir os portões do Éden.

Samuel explicou que isso se deu pelo fato dele ser um descendente direto de Titus. O episódio 2 fez uma alusão ao fato dele estar conectado por meio de uma escrava que escapou da casa de Titus quando ela pegou fogo; é provável que a conexão se dê pelo lado da família de sua mãe. O episódio 1 de Lovecraft Country, Sundown, mostrou Atticus, George e Leti procurando seu pai perdido em Ardham, Massachussets, após ele ter partido em uma busca por respostas a respeito do histórico familiar de sua esposa já falecida – a mãe de Atticus.

Pelo menos, isso foi o que eles presumiram por meio da carta que ele enviou. Mas isso se mostrou uma mentira, visto que o próprio Monstrose afirmou que ele havia sido coagido a escrever aquela carta. Mas isso também poderia ser uma mentira, e Montrose foi até a hospedaria apenas para procurar por respostas.

Entretanto, isso levanta algumas questões, tal como: Atticus e Leti podem confiar em Montrose?

Afinal, outra mentira foi possivelmente revelada quando ele e George conversavam, mas fizeram uma alusão ao fato de George ser o verdadeiro pai biológico de Atticus. Isso é indicado em uma interação que George teve com a mãe de Atticus, Dora (Erica Tazel). Apesar de ser uma relação em sua natureza romântica, sua presença na hospedaria era meramente uma ilusão mágica para o distrair.

Montrose poderia ter se sentido traído pelo caso de George, e assim não quer Atticus herde o que é de direito dele, que pode conectá-lo a um grande poder.

Também existe a chance de Montrose estar tentando impedir o sucesso dos Filhos de Adão completamente, e sabe que, se Atticus se juntar a organização e se for aceito nela, ele precise matá-lo também.

No episódio 4 de Lovecraft Country, Montrose deixa claro que suas ações são apenas para proteger sua família, se ele se refere a George ou Atticus não sabemos – ou os dois. Apesar da ascendência de sangue de Atticus, eles ainda são parentes de sangue.

É interessante o fato da personagem de Yahima – apesar de ter uma vida curta – ter adicionado outro elemento subversivo da história de racismo de Lovecraft. Não sendo apenas um instrumento para a recuperação das páginas perdidas do livro do Livro dos Nomes, mas para mostrar a verdade sobre Titus e sua crueldade, e que ele foi o responsável por dizimar o povo da tribo Arawak.

Yahima serviu como tradutora de Titus, e talvez pudesse traduzir o livro, que seria crucial para que eles soubessem qual seria o próximo passo. Entretanto, Yahima agora está morta – a menos que algo possa trazê-la de volta, ou possivelmente descobrir como se comunicar com eles do além – eles precisarão tentar outro caminho para descobrir o que fazer em seguida.

Qual papel Atticus pode ter nos Filhos de Adão?

Lovecraft Country

A linhagem de Atticus ainda é um mistério até o episódio 4. Entretanto, é possível que ele seja mais poderoso do que parece. Não apenas ele conseguiu fechar os portões do Éden no episódio 2, mas causou uma reação em cadeia que destruiu completamente a hospedaria e transformou todos os participantes do ritual, os Filhos de Adão, em pedra.

Montrose parece quase certo que Atticus não é capaz de decifrar e ler o Livro dos Nomes. O poder por trás do livros é desconhecido, mas há uma razão pela qual todos o querem. Já que Atticus é um descendente direto de Titus Braithwhite, é possível que ele possa usar qualquer poder do Livro dos Nomes para que ele possa se defender dos outros Filhos de Adão.

Isso seria um papel interessante a ser desempenhado por Atticus nos Filhos de Adão; na verdade, ele poderia se tornar seu líder ao descobrir como abrir o Portão do Éden e obter a imortalidade junto da linguagem de Adão. Com a imortalidade e o idioma como ferramentas em seu arsenal, é possível que ele possa se transformar no mago mais poderoso da história.

Como Lovecraft Country lida diretamente com temas relacionados a história negra e os terrores que os afro descendentes viveram durante a Era Jim Crow, seria recompensador ver um homem negro subir a posição de poder em uma organização completamente composta por brancos e com um passado racista.

Não apenas os Filhos de Adão discriminavam as mulheres, mas também era um grupo composto apenas por homens, mas eles também não pensaram muito em preservar a vida de Atticus mesmo apesar do fato dele ser um descendente de sangue de Titus. Ele pode ser um membro legado da fraternidade, mas ele ainda não é um deles, devido sua etnia e linhagem.

Talvez a mãe de Atticus tenha descoberto que ele teria a habilidade de decifrar o idioma de Adão, e foi morta por isso. Sua morte ainda é um dos muitos mistérios que Lovecraft Country ainda deve revelar.

Leia também as análises e referências de Lovecraft Country – episódio 1, episódio 2, episódio 3 e episódio 4.



Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.