Início SÉRIE Entrevista Máquina Mortífera: Clayne Crawford fala sobre sua controversa substituição

Máquina Mortífera: Clayne Crawford fala sobre sua controversa substituição

781
0

Com a terceira temporada de Máquina Mortífera prestes a estrear na terça-feira, 25 de setembro, a Fox está esperando um novo começo para a série, quando Wesley Cole, vivido por Seann William Scott, substituir Martin Riggs, interpretado por Clayne Crawford, quando a série retornar. A adaptação da franquia de filmes de sucesso passou a maior parte de sua pré-temporada lidando com as consequências da demissão de Crawford, que a rede afirma ter vindo depois de vários incidentes de comportamento abusivo no set.

Durante a edição da terça-feira do Drinkin de podcast Bros, Crawford usou seu tempo de entrevista para explicar por que ele está falando somente agora sobre os incidentes no set e para oferecer aos fãs sua perspectiva da situação:

“A única razão pela qual estou fazendo isso é porque todas as vezes – é agosto e toda vez que eles falam sobre o programa, é a minha imagem, meu nome, para promover seu maldito programa.”

Na fita onde ouviu-se o ator – aos gritos – mandar o assistente de direção calar a boca, Clayne Crawford disse:

“Eu sabia que eles tinham essas fitas, e eles estavam me chantageando com isso… sempre que eu tinha um problema [com Damon Wayans]. Quando o incidente aconteceu, eu tive que pagar metade do meu salário para aquele episódio, eu tive que passar seis semanas no controle da raiva todos os dias no meu horário de almoço, e eu tive que ser escoltado por um guarda da segurança. foi humilhante.”

Na alegação de que ele gritou com crianças em uma piscina próxima durante o mesmo dia de filmagens, Crawford chamou-a de “mentira descarada” e acrescentou:

“Claramente, eu estou gritando com o cara cujo trabalho é fazer com que o set fique quieto, e aqui está a questão: Eu fiz uma má escolha? Absolutamente, e me senti envergonhado no momento porque era beligerante… Estávamos filmando uma cena de três páginas por oito horas, ok? Estávamos tão atrasados ​​e continuamos a tentar filmar com todo esse barulho… Paramos a produção mais de sete vezes. Liguei para o meu agente, estávamos escrevendo e-mails, telefonando para todos que pudessem tentar nos ajudar a resolver a situação. Ninguém nos ajudaria.”

Enquanto Clayne Crawford admite que ele poderia ter respondido de forma diferente, ele também parece culpar uma Hollywood “muito sensível” e que suas “flores muito delicadas” por sua situação atual:

“Eu errei. Eu deveria ter ido ao meu trailer? 100%! Eu deveria ter ido e esperado? Foi o que fui instruído a fazer quando houvesse um problema – você vai sentar no seu trailer e trancar a porta e tirar um cochilo. Hollywood é muito sensível, então eu não deveria ter gritado, porque tem um monte de flores muito delicadas por aí.”

Crawford também afirma que ele nunca recebeu uma ligação oficial da Warner Bros. para informá-lo de que foi demitido; recebendo a notícia através das redes sociais e sites de notícias de entretenimento. Em seguida, ele retransmitiu sua última conversa com o presidente do estúdio, Peter Roth, depois que as alegações no set surgiram pela primeira vez:

“Ele disse: ‘Clayne, eu não posso prometer que posso salvar seu emprego, mas o que posso dizer é que você tem que fazer um anúncio público se desculpando com Damon Wayans’, eu fiquei tipo ‘O que? Por que eu me desculparia publicamente? Porque ele e eu tínhamos um atrito no set? E ele disse, ‘Clayne, essa afirmação só me diz que você não quer voltar… Se eu fosse você, eu olharia seus filhos nos olhos, e olharia sua esposa nos olhos, e você precisa tomar uma decisão, mas novamente eu não posso prometer que posso salvar seu trabalho.”

Máquina Mortífera retorna para sua terceira temporada com o novo líder da série, Seann William Scott, no papel de Wesley Cole, na terça-feira, 25 de setembro, na Fox. A série também é exibida na TV aberta pela Rede Globo.