Noites Sombrias #51 | PRIMEIRAS IMPRESSÕES – Yellowjackets (2021, Paramount+)

    As novidades do mundo do terror não param e a queridinha da vez é a série Yellowjackets da Showtime que chega no Brasil pela Paramount+. Por isso, o Noite Sombrias desta sexta traz as primeiras impressões dessa série de mistério e terror. 

    SINOPSE DE YELLOWJACKETS

    Talentosas jogadoras de futebol do ensino médio transformam-se em um clã de selvagens após seu avião cair em uma região inóspita. Anos depois, elas descobrem que o que começou na natureza selvagem está longe de acabar.

    ANÁLISE

    Yellowjackets

    Todo fã de horror gosta de um bom mistério que tenha segredos obscuros e personagens profundos. Logo, Yellowjackets é o tipo de série ideal para quem deseja mergulhar em um enredo enigmático com um pesado terror psicológico. Criada por Ashley Lyle e Bart Nickerson, produtores e roteiristas de Narcos e The Originals, Yellowjackets é inteligente e provocador ao subverter o gênero terror adolescente apresentando um thriller totalmente feminino. 

    Sendo assim, é apresentado a dinâmica do time feminino de futebol do ensino médio de Nova Jersey em 1996. As jovens que são a sensação na escola foram classificadas para as Nacionais e por isso irão jogar em Seattle . Porém, ao sobrevoar o Canadá, o avião acaba caindo no deserto de Ontário, o que faz com que essas jovens precisem sobreviver ao frio extremo e sem comida por quase dois anos. 

    Após 25 anos do resgate das sobreviventes, os traumas do passado voltam a perturbá-las e segredos do acidente estão prestes a serem revelados. Dessa forma, a série volta entre passado e presente para acompanhar as atletas isoladas e suas vidas atuais. Já no primeiro episódio tem-se a introdução de algumas personagens bem importantes, como: 

    Shauna Sheridan, interpretada por Sophie Nélisse na versão adolescente e por Melanie Lynskey na versão adulta, quando adolescente Shauna tem um jeito mais inseguro e é melhor amiga da popular e líder do time, Jackie (Ella Puernell). Quando adulta, Shauna se torna uma dona de casa solitária;  

    Taissa Turner, Tawny Cypress interpreta a versão adulta e Jasmin Savoy Brown retrata a versão adolescente, é uma jovem forte e determinada. Já adulta, ela vira uma importante senadora americana queer;

    Natalie, Juliette Lewis interpreta a versão adulta e Sophie Thatcher a versão adolescente, Nat é a rebelde do grupo e quando adulta acaba de sair da reabilitação e está prestes a rever as velhas amigas;

    Misty, Ricci Chistina interpreta a versão adulta Sammi Hanratty retrata a versão adolescente, Misty é a peculiar ajudante do time. Já adulta, ela se torna uma enfermeira em uma casa de passagem. 

    O primeiro episódio que foi dirigido por Karyn Kusama (Garota Infernal) apresenta uma estética sombria e uma paleta de cores geladas combinando com o clima tenso da série. As cenas do passado servem para contextualizar o presente e como essas personagens eram antes do acidente. Com um tom bem visceral, Yellowjackets não poupa o sangue em tela e não tem medo de ser grotesca, visto que existem cenas de canibalismo. 

    Além disso, o começo da série já dá algumas pistas da dinâmica do show, pretendendo mostrar como as personagens sobreviveram ao deserto gelado e como isso irá influenciar suas vidas no presente, visto que uma mulher misteriosa surge fazendo perguntas. Longe do que terror convencional adolescente, Yellowjackets trata-se de um série com grande convicções no feminino explorando o comportamento humano e o psicológico dessas adolescentes frente a uma terrível situação

    VEREDITO DE YELLOWJACKETS

    Com uma boa recepção na crítica, Yellowjackets cativa ao apresentar um elenco e produção em maioria feminina com roteiro e direção a altura de grandes produções de terror contemporâneas. O sucesso é tanto que uma segunda temporada já foi confirmada e mais mistérios estão por vir. Em breve analise da primeira temporada completa. 

    Nossa nota

    5,0/5,0

    Confira o trailer de Yellowjackets:

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    CRÍTICA – Love, Death and Robots (3ª temporada, 2022, Netflix)

    Criaturas aterrorizantes, surpresas bizarras e humor ácido. Finalmente a terceira temporada de Love, Death and Robots está entre nós!

    CRÍTICA – Night Sky (1ª temporada, 2022, Prime Video)

    Night Sky é a nova série do Prime Video que traz em seu elenco principal os atores J.K. Simmons e Sissy Spacek. Confira nosso review!

    CRÍTICA – Vampiro no Jardim (1ª temporada, 2022, Netflix)

    A 1ª temporada de Vampiro no Jardim chegou ao catálogo da Neflix no dia 16 de maio. Veja o que achamos do anime!

    CRÍTICA – O Poder e a Lei (1ª temporada, 2022, Netflix)

    O Poder e a Lei é uma série baseada na saga literária de Michael Connelly sobre Michael "Mickey" Haller, um advogado de defesa. Uma...