Início SÉRIE Artigo Supergirl: Nia Nal, a primeira personagem transexual do Arrowverso

Supergirl: Nia Nal, a primeira personagem transexual do Arrowverso

1288
0
Supergirl: Nia Nal, a primeira personagens transsexual do Arrowverso

Em outubro de 2018 começou a quarta temporada de Supergirl na The CW e a série sempre foi muito representativa e ativista; porém, nessa temporada ela deu o maior passo desde o começo da série: Nicole Maines entrava para o elenco.

Maines é uma atriz transexual que entrou para a quarta temporada de Supergirl como a alienígena Nia Nal, também transexual, mais tarde também conhecida como Dreamer.

Nia Nal é uma mestiça, filha de um humano com uma Naltoriana, que se mudou pra National City, onde começou a trabalhar na Catco Worldwide Media e conheceu Kara Danvers (Melissa Benoist), a famosa Supergirl.

Naltorianos são uma raça alienígena que conseguem prever o futuro através de sonhos, porém esse poder é passado hereditariamente apenas entre as mulheres da família e esse fato trouxe uma discussão muito interessante no momento em que a pessoa a receber o poder na família Nal foi exatamente Nia, uma mulher trans, e não sua irmã, uma mulher cis.

Recentemente, após o fim da temporada, Nicole Maines disse ao Entertainment Weekly como foi interpretar a primeira personagens transexual no universo dos heróis – e também ser a primeira atriz trans:

“Eu amo o Twitter, não apenas por motivos de comédia, mas porque sou capaz de interagir diretamente com as pessoas. Eu sou capaz de ver exatamente como Dreamer tem afetado crianças trans e até mesmo jovens em áreas rurais que realmente não tinham ninguém antes. Uma das minhas partes favoritas é apenas ser capaz de interagir com pessoas em mídias sociais em um momento muito sombrio e conseguir compartilhar esse tipo de positividade.”

Em um dos episódios, Nia Nal foi a TV se revelar como a super-heroína Dreamer e também como pessoa trans e isso refletiu diretamente na vida da atriz.

“Isso inadvertidamente quebrou a quarta parede porque, como Nia está fazendo isso, eu também estou indo à televisão e declarando minha identidade como uma mulher trans, orgulhosamente, sem pedir desculpas, e na esperança de inspirar as pessoas. Eles [a The CW] me ensinaram que há pessoas em Hollywood que se importam. Eles me mostraram que o trabalho que estamos fazendo fez a diferença e que as pessoas estão ouvindo.”

Por fim, Nicole Maines fala como Supergirl e Pose a fazem ficar mais esperançosa pela representatividade que estão tendo na mídia atualmente. É importante lembrar que identidade sexual e orientação sexual são coisas distintas.

Supergirl volta para a quinta temporada em Outubro desse ano.

Leia também:

Super-heroínas: 5 filmes em 50 anos e a representatividade boicotada nos cinemas

Comentários