Jessica Chastain: Conheça a atriz e seus melhores trabalhos

    Às vésperas do Oscar 2022, a comunidade cinéfila aguarda ansiosamente para ver quais filmes dentre os seus preferidos estarão com suas estatuetas douradas. O período de janela de estreia para as indicações foi um tanto quanto turbulento, devido a pandemia de Coronavírus, no entanto para este ano a cerimônia volta ao seu formato mais tradicional, mas com sua capacidade reduzida de pessoas, com o tapete vermelho e promete muitas surpresas. Dentre algumas indicações, temos Jessica Chastain, a caminho do seu primeiro Oscar concorrendo na categoria de Melhor Atriz por Os Olhos de Tammy Faye.

    PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Oscar 2022: Onde assistir aos principais filmes da premiação?

    A americana Jessica Michelle Chastain, nascida em 24 de março de 1977, é atriz e produtora de cinema. Conhecida por seus papéis em filmes com temas feministas, ela recebeu vários prêmios, incluindo um Globo de Ouro e dois Screen Actors Guild Awards, além de indicações para três Oscars e dois British Academy Film Awards.

    Vamos conhecer um pouco da carreira dessa incrível atriz.

    História

    Chastain nasceu de pais adolescentes e foi criada por sua mãe, uma chef vegana e, mais tarde, seu padrasto, um bombeiro. Ela se interessou em atuar quando criança depois que sua avó a levou para ver uma peça. Estreou profissionalmente no teatro como Julieta em uma produção de Romeu e Julieta (1998) e então se mudou para Nova Iorque para se matricular na Juilliard School para seguir carreira no cinema. Neste ano, Jessica Chastain assinou um contrato com o produtor televisivo John Wells. A atriz fez aparições coadjuvantes em diversas séries de televisão, incluindo E.R. e Law & Order: Trial by Jury

    Carreira no cinema

    Em 2006, Al Pacino a selecionou para sua adaptação em Salomé, de Oscar Wilde. Sua estreia no cinema foi com o filme Jolene (2008), que a levou a ser recomendada a Terrence Malick, que a escalou mais tarde ao lado de Brad Pitt em A Árvore da Vida (2011). 

    Depois de lutar para conseguir um longa de sucesso, Jessica teve seis filmes lançados no ano de 2011, ganhando grande reconhecimento por seus papéis em vários deles.

    Curiosidade: Para Al Pacino, ela é a próxima Meryl Streep. Outros veem uma Cate Blanchett em suas feições luminosas. E Gary Oldman a fez chorar depois de pará-la no tapete vermelho para elogiar seu trabalho.

    Chastain conquistava seu espaço de forma notável e não passava despercebida, até que seu currículo foi parar na mesa de Steven Spielberg no momento em que seu estúdio, DreamWorks, estava produzindo Histórias Cruzadas, um drama sobre o movimento dos direitos civis. 

    Jessica Chastain interpretou uma dona de casa que contrata uma empregada afro-americana (Octavia Spencer) para enganar seu marido e fazê-lo pensar que ela sabe cozinhar e fazer trabalhos domésticos. Por sua atuação, Jessica ganhou uma indicação ao Oscar e contribuiu para o sucesso do longa faturando US$ 211 milhões nas bilheterias. Aos poucos, a queridinha dos diretores também foi impressionando o público.

    Os créditos de Chastain em 2012 incluíram Os Infratores e o thriller de Kathryn Bigelow, A Hora Mais Escura no qual a atriz interpretou uma analista da CIA que ajuda a encontrar Osama Bin Laden, idealizador dos ataques de 11 de setembro; por seu trabalho neste último, recebeu outra indicação ao Oscar e lança luz sobre as comparações com a rainha de Hollywood, Meryl Streep. 

    Jessica Chastain continua a mostrar sua potência estrelando o filme de terror Mama (2013) e assumindo papéis díspares no filme de Liv Ullmann, Miss Julie, da peça de August Strindberg; o filme de gângster Um Ano Mais Violento e o poderoso drama de ficção científica de Christopher Nolan, Interestelar (todos 2014). 

    Já em 2015, a atriz atuou ao lado de Matt Damon em O Marciano; em 2016, ela foi escalada como a esposa Chris Hemsworth no filme O Caçador e a Rainha do Gelo e ganhou elogios por sua interpretação de uma lobista determinada e poderosa em Armas na Mesa. Em 2017 a atriz escolheu trabalhar com diretoras em seus próximos filmes: O Zoológico de Varsóvia e Uma Mulher Exemplar, longas dirigidos por Niki Caro e Susanna White, respectivamente.

    Jessica mais tarde apareceu no filme X-Men: Fênix Negra e IT: Capítulo 2 (ambos em 2019). Em 2020 ela estrelou em Ava. Chastain conquistou os críticos de cinema com a performance dela no longa-metragem Os Olhos de Tammy Faye (2021), cinebiografia sobre a televangelista norte-americana de mesmo nome e que a está levando rumo a sua primeira estatueta do grande prêmio do cinema. 

    Em janeiro deste ano, a atriz interpretou Mace Brow ao lado de Lupita Nyong’o e Penélope Cruz no longa As Agentes 355.

    Feminismo e atividades humanitárias

    Jessica Chastain é uma grande feminista e defendeu as minorias e as mulheres de Hollywood que enfrentam discriminações. Durante o Festival de Cinema de Cannes de 2017, ela também falou contra a forma como as mulheres são passivas, retratadas na maioria dos filmes.

    Jessica também é uma filantropa que coloca seus esforços e fundos para apoiar pessoas com depressão. Ela foi motivada a ajudar essas pessoas depois que perdeu sua irmã por suicídio em 2003; e também apoia instituições cujo objetivo é ajudar pessoas que sofrem de doenças mentais.

    Confira seus melhores trabalhos:

    A Árvore da Vida (2011)

    Os O’Brien (Brad Pitt e Jessica Chastain) tiveram três filhos, criados com grande rigidez pelo pai. O mais velho deles, Jack (Sean Penn), sempre teve atritos com o pai, em parte por reconhecer em si mesmo um pouco dele. Além disto, já adulto, Jack enfrenta um forte sentimento de culpa devido à morte de seu irmão.

    Histórias Cruzadas (2011)

    Jessica Chastain em seu papel de Celia Foote.

    Histórias Cruzadas se passa em Jackson, pequena cidade no estado do Mississipi, nos anos 60. Skeeter (Emma Stone) é uma garota determinada a se tornar escritora. Ela começa a entrevistar as mulheres negras da cidade, que deixaram suas vidas para trabalhar na criação dos filhos da elite branca, da qual a própria Skeeter faz parte. Aibileen Clark (Viola Davis), a empregada da melhor amiga de Skeeter, é a primeira a conceder uma entrevista, o que desagrada a sociedade como um todo. Apesar das críticas, Skeeter e Aibileen continuam trabalhando juntas e, aos poucos, conseguem novas adesões.

    O Caçador e a Rainha do Gelo (2016)

    Freya (Emily Blunt) é a irmã boa da toda poderosa Rainha Ravenna (Charlize Theron). Depois de passar por um trauma, no entanto, ela desperta para os poderes mágicos e se isola. Longe da irmã, ela constrói seu próprio reinado – se torna a Rainha do Gelo –, onde recruta crianças para compor seu exército, sob duas ordens: jurar obediência a ela e que os jovens abdiquem de qualquer forma de amor. Dois dos pequenos mais talentosos para o combate, Erik (Chris Hemsworth) e Sara (Jessica Chastain), crescem e se apaixonam. Quando Freya percebe que foi “traída”, no entanto, separa os dois. Paralelamente, o poderoso espelho mágico é dado como desaparecido. E será preciso impedir que o objeto caia nas mãos da nova rainha.

    A Grande Jogada (2017)

    Após perder a chance de participar dos Jogos Olímpicos devido a uma fatalidade que resultou em um grave acidente, a esquiadora Molly Bloom (Jessica Chastain) decide tirar um ano de folga dos estudos e ir trabalhar como garçonete em Los Angeles. Lá conhece Dean Keith (Jeremy Strong), um produtor de cinema que decide contratá-la como assistente. Logo Molly passa a coordenar jogos de cartas clandestinos, organizados por Dean, que conta com clientes muito ricos e famosos. Fascinada com o ambiente e a possibilidade de enriquecer facilmente, Molly começa a prestar atenção a todos os detalhes para que ela própria possa organizar jogos do tipo.

    PUBLICAÇÃO RELACIONADA | CRÍTICA – A Grande Jogada (2017, Aaron Sorkin)

    IT: Capítulo 2 (2019)

    Jessica Chastain como a versão adulta de Beverly Marsh.

    Em IT – Capítulo 2, 27 anos depois dos eventos de It – A Coisa, Mike (Isaiah Mustafa) percebe que o palhaço Pennywise (Bill Skarsgard) está de volta à cidade de Derry. Ele convoca os antigos amigos do Clube dos Otários para honrar a promessa de infância e acabar com o inimigo de uma vez por todas. Mas quando Bill (James McAvoy), Beverly (Jessica Chastain), Ritchie (Bill Hader), Ben (Jay Ryan) e Eddie (James Ransone) retornam às suas origens, eles precisam se confrontar a traumas nunca resolvidos de suas infâncias, e que repercutem até hoje na vida adulta.

    PUBLICAÇÕES RELACIONADAS:

    CRÍTICA – It: A Coisa (2017, Andrés Muschietti)

    CRÍTICA – IT: Capítulo 2 (2019, Andy Muschietti)

    X-Men Fênix Negra (2019)

    Jessica Chastain como a vilã Vuk, membro da raça D’Bari.

    O ano é 1992, e os X-Men são considerados heróis nacionais e o professor Charles Xavier (James McAvoy) agora dispõe de contato direto com o presidente dos Estados Unidos. Quando uma missão espacial enfrenta problemas, o governo convoca a equipe mutante para ajudá-lo. Liderado por Mística (Jennifer Lawrence), os X-Men partem rumo ao espaço em uma equipe composta por Fera (Nicholas Hoult), Jean Grey (Sophie Turner), Ciclope (Tye Sheridan), Tempestade (Alexandra Shipp), Mercúrio (Evan Peters) e Noturno (Kodi Smit-McPhee). Ao tentar resgatar o comandante da missão, Jean fica presa no ônibus espacial e é atingida por uma poderosa força cósmica, que acaba absorvida em seu corpo. Após ser resgatada e retornar à Terra, aos poucos ela percebe que há algo bem estranho dentro de si, o que desperta lembranças de um passado sombrio e, também, o interesse de seres extra-terrestres.

    PUBLICAÇÃO RELACIONADA | CRÍTICA – X-Men: Fênix Negra (2019, Simon Kinberg)

    Ava (2020)

    Ava (Jessica Chastain) é uma assassina profissional que trabalha há anos para uma organização especializada em operações governamentais secretas. Sua rotina consiste em viajar ao redor do mundo realizando execuções de forma sutil e objetiva. Quando uma missão acaba de maneira completamente fora do esperado, ela é forçada a lutar pela própria sobrevivência.

    Os Olhos de Tammy Faye (2021)

    Jessica Chastain quase irreconhecível em seu papel como Tammy Faye.

    Os Olhos de Tammy Faye é um longa baseado na história da maior apresentadora gospel da TV norte-americana, a lendária Tammy Faye Bakker (Jessica Chastain). O longa acompanha a ascensão e queda da televangelista e de seu marido, Jim Bakker (Andrew Garfield) nas décadas de 1970 e 1980. Os dois vieram de origens humildes e conseguiram criar a maior rede de radiodifusão religiosa do mundo, alcançando respeito e reverência por sua mensagem de amor, aceitação e prosperidade. Tammy Faye era reconhecida por sua beleza extravagante, seus olhos de maquiagem bem marcada, sua forma singular de cantar e seu jeito com as pessoas. No entanto, os escândalos e seus rivais procuraram alguma forma de derrubar seu império – e o filme biográfico acompanha a trajetória traçada por ela para tentar superar os ataques e retomar tudo o que construiu.


    E você, é fã de Jessica Chastain? Compartilhe essa publicação com seus amigos!

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    CRÍTICA – Mulher-Gato: A Caçada (2022, Shinsuke Terasawa)

    Mulher-Gato: A Caçada é a mais nova aposta da DC e conta com alguns nomes conhecidos em seu elenco de voz. Confira nossa crítica.

    22 jogos indie e AAA para ficar de olho ainda em 2022

    Selecionamos 22 jogos indie e AAA (Triple A) para PC e principais consoles que prometem boas experiências ainda em 2022. Confira!

    Noites Sombrias #78 | Os melhores filmes de horror do primeiro semestre de 2022

    Confira no Noites Sombrias #78 os melhores filmes de horror de 2022 até agora! Selecionamos os que estão bombando no momento.

    Johanna Constantine: Quem é a personagem de Sandman?

    Criada por Neil Gaiman, a personagem Lady Johanna Constantine está presente nas HQs de Sandman e agora na série da Netflix inspirada na obra.