Início FILMES Crítica CRÍTICA | Pets – A Vida Secreta dos Bichos 2 (2019, Chris...

CRÍTICA | Pets – A Vida Secreta dos Bichos 2 (2019, Chris Renaud)

211
0
CRÍTICA | Pets - A Vida Secreta dos Bichos 2 (2019, Chris Renaud)

Pets – A vida Secreta dos Bichos 2 é a continuação do hit de 2016 que arrecadou mais de US $ 300 milhões em bilheteria. Dirigido por Chris Renaud e Jonathan Del Val;Pets 2” traz de volta às telonas os personagens já conhecidos do grande público, acrescentando novos amiguinhos – e uma grande uma ameaça.

Pets 2 segue a premissa de seu primeiro filme retratando a vida de Max (dublagem original de Patton Oswalt e por Danton Mello na versão BR) e seus amigos pets quando seus donos estão fora. Entretanto, nesse segundo filme, a história é um pouco maior, com vários nichos de acontecimento – e perigos gigantes. A história principal se dá com a adaptação de Max à chegada de uma criança na família, reestruturando sua rotina canina. Ele acaba viajando com a família para uma fazenda onde conhece Galo (Harrison Ford), um cachorro com parâmetros de vida bem diferentes aos que Max está acostumado.

Paralelamente à narrativa central, o filme se divide em mais duas histórias, que, eventualmente, se encontram: Gigi (Jenny Slate) precisa aprender a ser um felino, e Bola de Neve (Kevin Hart) e Daisy (Tiffany Haddish) se arriscam a ajudar um filhote de tigre a fugir de um circo. Além dos personagens citados, outros pets também estão envolvidos na trama, como a gata Chloe (Lake Bell, dublada na versão brasileira por Dani Calabresa), o salsichinha Buddy (Hannibal Buress) e o irmão de Max, o doguinho Duke (Eric Stonestreet na versão original e Tiago Abravanel em português).



Pets 2 é um filme para o público infantil, é bom ter isso em mente na hora de ir ao cinema. Apesar de possuir mensagens universais – principalmente para os pais mais corujas – é perceptível que a animação busca um tom mais leve, com cenas de ação que fazem as crianças se divertirem. Há também momentos em que o filme trata de alguns assuntos sérios, como ansiedade, transtornos de comportamento e depressão, mostrando que esse tipo de situação pode afetar, também, os nossos animais. Em meio ao debate existe uma mensagem muito bacana sobre crescimento, aprender com os nossos erros e nos tornarmos mais confiantes a partir disso.

Em contrapartida, o núcleo da ação e comédia fica a cargo do Bola de Neve (Dublado pelo comediante Luís Miranda, na versão BR) e da Daisy, e é possível dar várias risadas e se divertir bastante com as peripécias dos dois amigos tentando salvar o tigre Hu. Talvez o arco mais fraco – e que provavelmente não precisasse existir – é o de Gigi e Chloe, mas nada que seja um grande problema para o bom o andamento da trama.

Pets 2 não é uma animação excepcional, que você, adulto, vá querer assistir inúmeras vezes. Entretanto, é um longa que foca no seu público principal, passando mensagens positivas e de crescimento para as crianças, utilizando elementos que – a maioria delas – ama: os seus animais. Imaginar que os nossos bichinhos possam fazer coisas tão legais um pelos outros enquanto os donos estão fora de casa é muito legal.

pets2

Além disso, a dublagem brasileira está impecável – como sempre. O elenco conta com a participação de Dani Calabresa, Luís Miranda (que entrega um trabalho excelente como o coelho Bola de Neve), Danton Mello e Tiago Abravanel, com um trabalho intenso de Manolo Rey como diretor do grupo.

Pets 2 é diversão garantida para as crianças – que riram muito durante a sessão de cinema em que eu estava. São 90 minutos de boas risadas e aprendizados para toda a família.

Nossa nota

Assista ao trailer dublado:

Pets – A Vida Secreta dos Bichos 2 estreia no dia 27 de junho nos cinemas de todo o Brasil! Não esqueça de deixar aqui o seu comentário após assistir à animação!

Nota do publico
Obrigado pelo seu voto

Comentários