Início FILMES Disney+: Marvel está evitando erros cometidos pela Netflix no UCM

Disney+: Marvel está evitando erros cometidos pela Netflix no UCM

45
0
Disney+: Marvel está evitando erros cometidos pela Netflix no UCM

Uma das melhores jogadas do Disney+ é que as séries da Marvel serão parte do Universo Cinematográfico Marvel, e apesar de estarem em desenvolvimento, o serviço de streaming da Disney já está evitando cometer os mesmos erros da Netflix no UCM. Após os eventos de Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato, e com Homem-Aranha: Longe de Casa encerrando a Saga do Infinito, o UCM está agora preparando uma nova era de conteúdo que inclui não apenas filmes, mas também séries de TV, mas as séries não estarão disponíveis na Netflix.

Em 2013, a Marvel anunciou um acordo com a Netflix para produzir várias séries interconectadas como parte do UCM. Sendo a primeira delas, Demolidor, lançado em 2015, seguida de Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro. Esses personagens se reuniram pela primeira vez em Os Defensores, lançados em 2017, com O Justiceiro (surgindo um ano depois como um spin-off da série do Demolidor). Apesar dos personagens serem citados nos filmes do Universo Cinematográfico Marvel algumas vezes, nenhum desses personagens foram para as telonas, mas eles seguiam a continuidade de filmes e outras séries de TV, como Agents of S.H.I.E.L.D.

O acordo entre Marvel e Netflix chegou ao fim no final de 2018, começando com o cancelamento da terceira temporada de Punho de Ferro, seguido de Luke Cage e Demolidor. O Justiceiro ganhou sua segunda e última temporada em Janeiro de 2019, e alguns meses depois, a terceira temporada de Jessica Jones foi ao ar, sendo a última série da parceria Marvel/Netflix. Antes da onda de cancelamentos, foi anunciado que a Marvel Studios estava desenvolvendo várias séries de TV baseada na sua linha de personagens B do UCM que não tinham filmes solos, e essas séries seriam lançadas no Disney+. Essas novas séries são uma chance de expandir mais ainda o já enorme UCM, e o estúdio está mostrando que aprendeu com os erros da Marvel/Netflix.



SÉRIES DO DISNEY+ TERÃO UM ORÇAMENTO MAIOR E TEMPORADAS MAIS CURTAS

Se a Marvel quer que as séries do Disney+ estejam caminhando junto dos filmes no Universo Cinematográfico Marvel, elas precisarão de tanto investimento quanto necessário – algo que não aconteceu com as séries da Netflix. O acordo inicial da Marvel com a Netflix envolvia um orçamento de US $ 200 milhões para todas as cinco séries (não é sabido como esse valor foi distribuído entre as produções), enquanto o orçamento de cada série do Disney+ ser maior que US $ 100 milhões cada. A fim de fazer um paralelo, Thor: Ragnarok teve um orçamento de US $ 180 milhões, e apesar dessas séries não alcançar esses números, elas podem aumentar chegando a até US $ 150 milhões, o que é algo bem impressionante e completamente compreensível dado que elas serão parte do UCM.

Outra grande diferença que está diretamente ligada ao orçamento, é o número de episódios que essas séries terão. Todas as séries da Marvel/Netflix tiveram 13 episódios por temporada (com Os Defensores tendo oito episódios), a Disney tem intenção de fazer temporadas de apenas seis episódios. Temporadas mais curtas e um orçamento (muito) maior são um grande passo para direções melhores, já que a Marvel não é mais um experimento e está pronta para incluir suas séries de TV ao seu universo conectado.



SÉRIES DO DISNEY+ ESTÃO FOCANDO EM PERSONAGENS FAMILIARES

Apesar das séries da Marvel/Netflix fazerem parte do UCM e reconhecerem os eventos do filme, o estúdio foi bem cuidadoso quando tentou incorporar os personagens aos filmes. Em 2015, o ex-chefe da Marvel Television, Jeph Loeb, disse que as séries começariam pequenas a fim de apresentar aos expectadores os personagens antes de irem para as telonas. Por fim, os heróis da Netflix nunca chegaram as telonas, mesmo que as ações dos personagens tenham afetado seus mundos de formas diferentes. A Disney tomou nota e aprendeu com isso, escolhendo personagens que o público já conhece, se preocupam, tendo assim, muito mais a oferecer ao grande público.

O Disney+ está criando séries baseadas em personagens como Sam Wilson/Falcão, Bucky Barnes/Soldado Invernal, Wanda Maximoff/Feiticeira Escarlate, Visão, Loki e Gavião Arqueiro, junto dos novatos Ms. Marvel, Cavaleiro da Lua e She-Hulk. Sem contar os três últimos, todos os outros tiveram uma grande importância na Saga do Infinito, e alguns (infelizmente) foram deixados de lado em algum momento para que os filmes pudessem focar em personagens maiores, em sua grande parte, os Vingadores originais. Diferente da Netflix, a Disney não terá que esperar para ver a reação do público, já que eles são conhecidos pelo grande público, e eles querem saber o que eles farão em seu próprio território, especialmente após os eventos de Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato.



SÉRIES DO DISNEY+ SÃO PARTE DO UCM

Mais do que séries de TV focando em diferentes personagens do filmes, elas serão continuações do Universo Cinematográfico Marvel e serão importantes para importante para as novas fases que estão por vir. Por mais que a Marvel insista que as séries da Netflix eram uma parte do UCM, a verdade é que você pode assistir todos os filmes da Marvel sem ter assistido as séries. Em suma, elas não são importantes para o entendimento da história do UCM, e elas não afetam os filmes de forma alguma. As séries do Disney+, por outro lado, serão importantes, pois elas ligarão os eventos da próxima leva de filmes.

Kevin Feige já avisou os fãs que a fim de ficar por dentro do que acontece no UCM, eles precisarão de uma assinatura do Disney+, já que os eventos das séries impactarão os futuros filmes. Como no caso da Feiticeira Escarlate que terá um papel importante em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, o que significa que os fãs precisarão prestar bastante atenção a WandaVision para melhor entender o que acontecerá no segundo filme do Doutor Estranho. Tudo estará conectado de agora em diante.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Feiticeira Escarlate: Coneça mais de Wanda Maximoff



KEVIN FEIGE ESTÁ SUPERVISIONANDO TODAS AS SÉRIES DA MARVEL NO DISNEY+

Disney+

A Marvel Television era supervisionada por Jeph Loeb e era um braço separado da Marvel Studios – mas essa divisão agora acabou. Em Outubro de 2019, o presidente da Marvel Studios, Kevin Feige foi anunciado como o Chefe do Escritório Criativo da Marvel, o que significa que ele supervisionará a direção criativa da Marvel Television e a Marvel Family Entertainment. Basicamente, ele tem o controle dos filmes da Marvel, TV, e quadrinhos. Mas mesmo antes disso, todas as séries da Marvel no Disney+ seriam produzidas pela Marvel Studios ao invés da Marvel Television, para que Feige estivesse envolvido no projeto de qualquer forma.

Tendo Feige no controle do UCM como um todo, significa que os fãs não terão que se preocupar com novas séries tão destoantes dos filmes ao ponto de sentirem que elas não são uma parte do Universo Conectado da Marvel, que aconteceu por diversas vezes nas séries da Netflix. O fato de o serviço de streaming contar com personagens secundários que realmente mereciam mais (como o Soldado Invernal, que a Marvel esqueceu que era um super soldado) é incrível, e se eles afetarão os filmes do UCM e vice-versa, teremos que esperar para ver se os filmes são um sucesso.

A Marvel aprendeu com os erros da Netflix, e está fazendo o melhor para evitá-los, mas forçar os fãs a assinar uma plataforma que ainda não está disponível em todos os países, como o Brasil, quando as séries forem lançadas e a Fase 4 iniciar, pode não acontecer como o esperado – mas apenas o tempo dirá.




Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Comentários