Início FILMES Crítica TBT #85 | O Abutre (2014, Dan Gilroy)

TBT #85 | O Abutre (2014, Dan Gilroy)

37
0
TBT #85 | O Abutre (2014, Dan Gilroy)

“Imagine o nosso jornal como uma mulher aos gritos, com a garganta cortada, correndo pela rua.” (O Abutre, 2014)

Lançado em 2014, O Abutre é um filme escrito e dirigido pelo estadunidense Dan Gilroy (irmão do também realizador Tony, que produz o longa, e de John, responsável pela montagem). Com um elenco de peso composto por Jake Gyllenhaal (Homem-Aranha: Longe de Casa), Rene Russo (Thomas Crown – A Arte do Crime) e Riz Ahmed (Venom), a trama acompanha Lou Blom, um sociopata enfrentando dificuldades para conseguir um emprego formal e que decide entrar no agitado submundo do jornalismo criminal independente de Los Angeles.

Lou trabalha como um Nightcrawler, que, basicamente, são cinegrafistas que passam a noite e a madrugada rodando a cidade em busca de acidentes, tragédias, tiroteios, entre outros, para filmar esses acontecimentos e depois vendê-los para os jornais locais.

Lou

Um dos pontos de maior destaque do filme é atuação do Jake Gyllenhaal que, para interpretar o Lou, passou por uma transformação física. O ator perdeu 14 kg, isso porque ele acreditava que o personagem era parecido com um coiote.

Gyllenhaal entrega um trabalho excepcional. O olhar, os trejeitos e a mudança no corpo foram algumas das caraterísticas que mais contribuíram para que Lou se tornasse tão verossímil.

O personagem, além de não saber lidar com pessoas e assumir que não gosta delas, é um mau caráter. Quando precisa de dinheiro ele simplesmente rouba coisas, além de criar a sua própria versão da realidade, manipular e machucar as pessoas para alcançar os seus objetivos.

“Se tiver sangue, tem audiência”

Além de ser uma crítica corrosiva a determinados veículos de comunicação de massa que investe na banalização da violência para conquistar audiência, O Abutre é um ótimo estudo de personagem e uma análise sobre a ética e a moral do jornalismo atualmente.

O texto preciso de Gilroy nos faz reavaliar e questionar a maneira como as notícias chegam até o telespectador.

Não é preciso ir muito longe para conhecermos um Lou da vida real, existem vários. E a tendência é que eles se multipliquem ainda mais. Por quê? Enquanto assistimos ao longa, a reflexão sobre como esse tipo de oferta –  a espetacularização da violência e da morte – cresce é, no mínimo, assustadora.

Se essa oferta existe é porque tem uma demanda, e acredite, na vida real não é diferente. Aqui no Brasil temos inúmeros exemplos bem parecidos com programas mais sensacionalistas que também divulgam esse tipo de conteúdo para a audiência.

Tenso e angustiante como o mundo que retrata, O Abutre traz um retrato cru e real de profissionais que poucos veem trabalhando, mas que acabamos todos vendo o resultado desse trabalho, casualmente, na TV ou internet.

Nossa nota

Confira o trailer legendado:

E aí, já assistiu O Abutre? O que achou? Deixe a sua avaliação e o seu comentário. Confira também as indicações anteriores do TBT do Feededigno.

Nota do público
Obrigado pelo seu voto



Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.