CRÍTICA: ‘Skull and Bones’ é uma boa experiência marítima 

    A era da pirataria é um período histórico que rendeu diversas narrativas para diferentes tipos de mídia, sendo um estilo que ganhou diversos fãs ao longo das décadas. Recentemente chegou ao universo dos games uma nova história totalmente focada na ideia do que é ser um pirata.

    Skull and Bones é um jogo desenvolvido pela Ubisoft Cingapura, um dos estúdios do conglomerado Ubisoft, e publicado pela mesma; sendo lançado em 16 de fevereiro de 2024 para nova geração: PlayStation 5, Xbox Series X | S e PC via Epic Store, além da loja virtual da própria empresa.

    O jogo foi disponibilizado com um acesso gratuito de 8 horas para todas as plataformas, sendo possível resgatar todos os itens que forem adquiridos nesse período ao realizar sua compra.

    SINOPSE

    Da Costa Africana às exuberantes ilhas tropicais das Índias Orientais, o mundo de Skull and Bones é um tesouro a ser explorado. Durante sua viagem, você enfrentará vários desafios, desde o clima imprevisível e as ondas perigosas, até animais letais e caçadores de piratas impiedosos.

    Construa e navegue em até 10 navios diferentes no lançamento, cada um com vantagens exclusivas. Defina seu estilo de jogo através de várias opções de personalização de navios e capitães disponíveis. Faça adaptações que atendam aos seus objetivos e torne-se uma força de destruição no mar.

    Navegue por mares tenebrosos e perigosos e vivencie a empolgação de encarar ameaças com canhões enormes e outras armas sozinho, ou forme alianças com amigos ou outros jogadores que encontrar.

    ANÁLISE

    Existiu uma quebra de expectativa quando iniciei as primeiras horas de Skull and Bones que posteriormente compensa com uma experiência de jogo muito divertida que, do meu ponto de vista, remete a uma versão interativa de batalha naval: um estilo de jogo que atualmente não está mais tão na moda dado todo o contexto tecnológico que vivemos.

    O jogo não tem mecânicas de combate físicas, algo que acredito que acrescentaria de forma significante ao todo, porém é compreensível quando se conhece as mecânicas navais, quantidade de tarefas incluídas no jogo e outras atividades relacionadas que haveria muita coisa podendo deixar de lado a ideia principal que é a navegação.

    Visualmente o jogo é excelente, não tendo bugs de movimento que sejam gritantes ou perda de textura durante mudança de cenários; seja para uma localidade ou de meteorologia. A personalização de personagem ainda é algo que acredito que necessite de mais variações na questão de customização de avatar, entretanto os itens cosméticos são bem abundantes permitindo realizar diferentes combinações.

    A trilha sonora, sonoplastia e diálogos são elementos muito bem trabalhados, focando na imersão ao universo do jogo com músicas de tripulação, frases em termos navais que inicialmente necessitam de um pouco de adaptação mas são essenciais para curtir cada momento de jogar Skull and Bones.

    O cerne do jogo é o combate naval, sendo necessário adquirir, desbloquear e refinar itens para construir as diferentes embarcações que têm habilidades específicas, adequando-se para o seu estilo de pirataria ou a necessidade de missão. Eu achei interessante que esse aspecto de construção é por etapas; que inicia-se com a compra das ferramentas necessárias e, posteriormente, a construção da arma ou do próprio navio.

    O sistema de infâmia, o termômetro de crescimento no mundo da pirataria, é um elemento chave para realizar melhorias e adquirir novos itens; algo interessante para incentivar quem jogar Skull and Bones a explorar as regiões do mapa para tornar o seu nome temido e respeitado e ter acesso ao melhor que o mundo do jogo oferece.

    A exploração varia entre mar e terra, sendo o momento da exploração terrestre mais monótono pela ausência de algum desafio; voltando-se aos aspectos de compra, venda, negociação de espólios saqueados e os diálogos da história que é interessante por dar um tom personalizado a sua jornada de pirata.

    Os combates nas diferentes regiões do vasto mapa são bem emocionantes, com dificuldade baseada no nível de cada localidade e um sistema de ataque e defesa que é intuitivo para mirar e atacar com o seu arsenal. Levar em conta o movimento do mar, abertura de velas e a distância do inimigo são elementos que fazem diferença entre um bom ataque ou desperdiçar preciosa munição em uma luta; o que garante a emoção da jogabilidade.

    A história é outro ponto interessante por ser um verdadeiro conto de uma ascensão de um marujo comum a um pirata ressaltado através da escolha de um avatar personalizado ao invés de um personagem principal e tudo o que acontecer e na ordem que for realizando a sua jornada em Skull and Bones.

    VEREDITO

    Mesmo altamente focado no aspecto de navegação Skull and Bones é um jogo que garantirá um bom entretenimento pela expansividade de seus elementos de jogo, visuais, trilhas excelentes e a emoção de seus combates navais que são uma excelente experiência de uma história de pirataria.

    Nossa nota

    4,0 / 5,0

    Assista ao trailer de lançamento:

    Skull and Bones está disponível para PlaySation 5, Xbox Series X | S e PC.

    Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

    Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

    Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

    Artigos relacionados

    EU CURTO JOGO VÉIO #8 | ‘The Darkness’ era uma escapada da rotina dos FPS

    The Darkness é um jogo FPS desenvolvido pela Starbreeze e publicado pela 2K, lançado em 2007 para PlayStation 3 e Xbox 360.

    Indie World: Confira todos os anúncios da conferência da Nintendo

    A Indie World chegou rapidinho e trouxe incríveis anúncios. O evento anunciou indies que chegarão ao Switch durante todo o ano.

    CRÍTICA: ‘Harold Halibut’ é aventura sci-fi stop-motion com narrativa profunda e envolvente

    Harold Halibut é uma aventura única. Em uma viagem ao desconhecido, somos lançados na história de Harold à bordo da Fedora, uma nave submersa.

    5 novos jogos de Nintendo Switch para toda a família explorar

    O Nintendo Switch dá as boas-vindas à primavera com seleção incrível de jogos casuais no portátil da Big N. Confira a lista!