Início GAMES Crítica PRIMEIRAS IMPRESSÕES – Dolmen (2022, Massive Work Studio)

PRIMEIRAS IMPRESSÕES – Dolmen (2022, Massive Work Studio)

Leia nossas primeiras impressões sobre Dolmen, novo game de RPG de ação em terceira pessoa do estúdio brasileiro Massive Work Studio

Com lançamento planejado para 2022, Dolmen é uma criação do estúdio brasileiro Massive Work Studio, com sede em Natal (RN), sendo distribuído pela Prime Matter, uma divisão da grande Koch Media. Ainda sem uma data específica, tivemos acesso a uma preview do jogo em versão beta.

Dolmen é considerado um RPG de ação em terceira pessoa que mistura elementos de sci-fi futurista com um horror cósmico lovecraftiano. Devido às suas mecânicas e dificuldade, podemos dizer que se inspira muito também nos gêneros de exploração, sobrevivência e soulslike.

SINOPSE DE DOLMEN

O jogo se passa em um universo de ficção científica onde a humanidade colonizou vários sistemas estelares usando tecnologia de viagens espaciais e manipulação genética para se adaptar às condições. O sistema Revion está distante da principal área habitada da galáxia, mas chamou a atenção da Zoan Corp. por emitir radiação diferente de outros sistemas, sugerindo a existência de outros universos. Misteriosamente, há apenas um planeta neste sistema, que foi denominado Revion Prime.

Antes da descoberta do sistema Revion, não havia evidências da existência de outras dimensões. O interesse científico e militar por trás dessa descoberta pode desestabilizar o equilíbrio político existente, mas, mais do que isso, a pesquisa sobre Revion Prime também revelou a existência de uma espécie exótica chamada Vahani, cujo papel parece ser vagar pelos universos ajudando outras espécies a evoluir. Seus interesses são obscuros e resta saber se a criação de xenoespécies pode ter tido alguma influência sobre eles.

PRIMEIRAS IMPRESSÕES

Os primeiros momentos em Revion Prime foram já muito interessantes. O cenário pedregoso e sombrio, em contraste ao traje do personagem, com cores vibrantes e elementos de neon, logo de cara dão o tom da experiência. A versão beta oferece uma introdução apenas através de texto e imagens fixas, mas que serve para situar bem na história e temática do jogo.

Nas minhas configurações de PC, não consegui rodar perfeitamente o jogo em qualidade gráfica máxima, ainda que tenha conseguido vislumbrar algumas de suas características. O jogo de sombras e luzes, somados à HUD minimalista, permitem uma boa imersão. O detalhamento do traje do personagem também é muito bem feito e chama bastante a atenção por sua alta qualidade.

Desempenho e mecânicas

Ainda que não em qualidade máxima, como precisei rodar para ter uma melhor experiência das mecânicas, o jogo apresenta belos visuais, não perdendo também sua característica imersiva.

Leia nossas primeiras impressões sobre Dolmen, novo game de RPG de ação em terceira pessoa do estúdio brasileiro Massive Work Studio

Mecanicamente, Dolmen explora recursos bastante comuns em soulslike como ataque rápido, ataque pesado, bloqueio, parry e esquivas. Seus destaques ficam por conta das esquivas bem executadas e com bonitas animações e do uso balanceado de armas de fogo.

Tal qual em outros soulslike, Dolmen tem em seu primeiro ato várias marcas no chão que oferecem dicas ou tutoriais pertinentes, facilitando a iniciação no jogo e suas possibilidades. Outro elemento semelhante são algumas máquinas espalhadas pelo cenário que funcionam de maneira semelhante às fogueiras do referido gênero, permitindo que o personagem se regenere ou teleporte.

Exploração em um ambiente hostil torna tudo mais desafiador

Outros elementos presentes remetem ao gênero de sobrevivência e exploração. Falo principalmente sobre os recursos coletados ao longo do caminho ao quebrar objetos ou abrir caixas. Com eles, é possível aumentar os status de seu personagem e também desenvolver aprimoramentos para suas armas. O sistema de crafting, que engloba tanto o aprimoramento quanto a criação e personalização de novas armas, já é apresentado de maneira satisfatória no beta e promete ser um ponto alto de Dolmen.

Existem alguns problemas com a livre movimentação da câmera que por vezes bloqueia a visão do jogador por atravessar algum elemento do teto, prejudicando às vezes o próprio combate. Acredito também que até a finalização do jogo o polimento gráfico será aprimorado, fazendo com que o jogo exija menos processamento e tornando tudo mais fluido.

BOAS EXPECTATIVAS PARA A VERSÃO FINAL

Com o que entrega até aqui, Dolmen parece saber explorar bem suas inspirações e ainda assim entregar uma experiência original e bem estruturada. O enredo se mostrou bastante interessante e confesso que estou curioso para saber quais os novos mistérios que Revion Prime esconde.

O jogo tem recebido boas análises durante este período, sendo comparado em partes inclusive com o recente sucesso Returnal, desenvolvido pelo estúdio finlandês Housemarque.

Aguardamos o lançamento de Dolmen para trazer uma análise completa e darmos nossa nota para este game brasileiro. A missão agora é, após entregar um beta que tem muitas qualidades e foi bem projetado, proporcionar uma conclusão à altura para suprir a expectativa criada.

Confira o trailer de Dolmen:

E você, já conhecia Dolmen? Também está ansioso por sua versão final? Deixe seu comentário e vamos debater sobre as expectativas e sobre sua opinião a respeito da versão beta.

Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

Artigo anteriorCRÍTICA | O Livro de Boba Fett – S1E3 The Streets of Mos Espa
Próximo artigo2022, um grande ano para amantes dos jogos de mundo aberto e similares
Vindo do interior do interior do RS, fã de Cornwell, Zelda e do Fernandão, (péssimo) piadista, dá pitaco sobre quase tudo. Amante da cerveja, gosta de estudar diferentes culturas, leciona FIFA nas horas vagas e tem um cachorro chamado Salomão.