Andor: Como a vida dupla de Mon Mothma está prestes a chegar ao fim?

    Mon Mothma teve um importante papel junto da Aliança Rebelde desde a primeira trilogia Star Wars, quando ainda era vivida por Caroline Blakinston em Episódio VI – O Retorno de Jedi. Ao longo dos anos, a personagem passou a ganhar mais profundidade, estando presente em uma cena deletada de Episódio III – A Vingança do Sith e até mesmo Rogue One, onde ganhou vida por Genevieve O’Reilly.

    ESTE POST CONTÉM SPOILERS DA SÉRIE ANDOR

    Enquanto a conhecemos no passado como uma imponente e inspiradora líder da Aliança Rebelde, na série Andor, vemos o papel que a personagem desempenha. Atuando como uma forte simpatizante e financiadora dos rebeldes dentro do Senado Intergaláctico – mesmo cercada de inimigos e com espiões a vigiando a todo tempo.

    Ao longo do episódio 4 da série, temos algumas surpresas odiosas, e vemos que sua janela de oportunidade para fugir do Império está cada vez mais próxima de se fechar – de uma vez por todas.

    Mon Mothma

    Com encontros esporádicos com Luthen Rael (Stellan Skarsgard) que atua em sua loja de fachada como um marchant, essa parceria entre os dois personagens tem mais história e mais substância do que a série parece mostrar. Nos faz entender que os dois possuem uma relação mais antiga do que a série mostra, e nos permite entender que os dois atuam auxiliando a Aliança Rebelde que ainda parece engatinhar em determinados planetas e sistemas – auxiliando-os até mesmo na liberação de algumas células da Aliança pela galáxia.

    Entendemos que o problema de Mon Mothma tem início dentro de sua própria casa, em que seu marido não parece saber o que ela faz em seu tempo livre – tentando liberar a galáxia da opressão do Império – e convida inimigos reais da causa pela qual ela acredita para jantares e reuniões, colocando quase sempre Mothma em perigo.

    A relação de Mon Mothma com o Império sempre foi de desprezo, enquanto atuava como uma espiã e defensora da causa Rebelde por trás das cortinas – fornecendo janelas de oportunidades para os combatentes. Entender como sua relação a Aliança Rebelde se dá de maneira próxima como testemunhamos em Rogue One e no Episódio VI – quando Mothma é colocada como Líder Rebelde – é importante para o aprofundamento da personagem e deve se dar ao longo do fim da primeira temporada e início da segunda, onde deve haver um rompimento das funções de Mothma no Senado, quando os espiões do Senador finalmente descobrirem quem ela é.

    A Disney nos permitiu assistir Andor antes de seu lançamento; confira o que achamos clicando aqui.

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    TBT #285 | ‘Vizinhos’ é comédia em que absurdos não param de escalar

    Os anos 2010 renderam incríveis comédias. O filme Vizinhos é a prova disso. O longa é estrelado por Seth Rogen, Rose Byrne e Zac Efron.

    A Casa do Dragão: Onde paramos e para onde vamos?

    Após uma 1ª temporada cheia de intrigas e reviravoltas, A Casa do Dragão, finalmente chegou com sua segunda temporada no dia 16 de junho!

    CRÍTICA: A temporada final de ‘Sweet Tooth’ é tão especial quanto a jornada de seu protagonista

    A série Sweet Tooth chegou ao fim. Mudando ligeiramente final, acompanhamos os últimos capítulos da jornada do Bico Doce e do Grandão.

    TBT #284 | “Festival Sangrento” tenta emplacar horror, mas falha

    Festival Sangrento é uma curiosa crítica que acaba por abraçar o que ela parece criticar com tanto afinco. O filme falha como um horror, mas pode divertir.