PRIMEIRAS IMPRESSÕES – Ozark (4ª temporada, 2022, Netflix)

    Ozark está em seu quarto e último ano e é uma das séries mais bem avaliadas por crítica e público e deve vir forte nas premiações em 2022.

    SINOPSE DE OZARK

    Os Birdies estão com uma nova e tenebrosa missão: livrar Omar Navarro (Felix Solis) das garras do FBI enquanto Jonah (Skylar Gaertner) está cada vez mais revoltado após a morte de Ben (Tom Pelphrey).

    Enquanto isso, alguns velhos inimigos começam a se juntar a ex-aliados, trazendo ainda mais problemas para Marty (Jason Bateman) e sua família.

    ANÁLISE

    ozark

    Ozark é uma série que tem um ritmo desacelerado, mas que a qualquer momento pode nos surpreender. As viradas na trama são extremamente orgânicas e sempre ficamos vidrados no que pode acontecer. Essa premissa lembra muito Breaking Bad, pois as duas mostram de uma forma nada convencional a corrupção de pessoas que vão se acostumando com o poder e possibilidades de uma vida crimes.

    Em seu quarto ano, Ozark traz um tom mais sarcástico, incluindo o excelente personagem Javi (Alfonso Herrera), primo de Navarro, que é mais ameaçador que o seu parente. Ele é responsável por cenas desconfortáveis e terrivelmente hilariantes. Contudo, por mais que haja aqui um humor extremamente brutal e maquiavélico, a tensão ainda se sobressai no que diz respeito à trama.

    A crítica ao American Way é também muito forte aqui, pois a história do país mostra que se tiver sucesso, não importa se você sujou suas mãos de sangue alheio para chegar até lá. Marty e Wendy (Laura Linney) são vistos como salvadores de uma cidade pacata, mesmo que eles, no fundo, sejam o câncer.

    Ainda que a direção seja magnífica e o texto quase impecável, existem algumas facilitações de roteiro que me incomodam desde os primórdios de Ozark. Entretanto, por mais que esses deslizes existam, a série continua incrível à sua maneira, algo que a torna muito relevante nos nossos tempos atuais de trevas e hipocrisia.

    VEREDITO

    Mantendo seu ritmo intenso e fazendo críticas pontuais, Ozark consegue entregar uma temporada divertida e mais dinâmica que as suas antecessoras. Se mantiver o ritmo, a quarta temporada tem tudo para ser uma das melhores, chegando no nível do magnífico terceiro ano.

    Nossa nota

    4,0/5,0

    Confira nosso resumo da terceira temporada de Ozark:

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    CRÍTICA – Love, Death and Robots (3ª temporada, 2022, Netflix)

    Criaturas aterrorizantes, surpresas bizarras e humor ácido. Finalmente a terceira temporada de Love, Death and Robots está entre nós!

    CRÍTICA – Night Sky (1ª temporada, 2022, Prime Video)

    Night Sky é a nova série do Prime Video que traz em seu elenco principal os atores J.K. Simmons e Sissy Spacek. Confira nosso review!

    CRÍTICA – Vampiro no Jardim (1ª temporada, 2022, Netflix)

    A 1ª temporada de Vampiro no Jardim chegou ao catálogo da Neflix no dia 16 de maio. Veja o que achamos do anime!

    CRÍTICA – O Poder e a Lei (1ª temporada, 2022, Netflix)

    O Poder e a Lei é uma série baseada na saga literária de Michael Connelly sobre Michael "Mickey" Haller, um advogado de defesa. Uma...