Início EVENTOS Mostra Cinema em Movimento traz filmes com Direitos Humanos como temática

Mostra Cinema em Movimento traz filmes com Direitos Humanos como temática

Foi dada a largada para o Cinema em Movimento – Circuito Universitário Rio! Veja a programação dos longas relacionados aos Direitos Humanos

Foi dada a largada para o Cinema em Movimento – Circuito Universitário Rio. Após uma semana de intensa capacitação, estudantes de nove municípios fluminenses deram início à produção da mostra de filmes, cujas exibições e debates serão realizados pelas redes sociais até o início de agosto, sob orientação do Instituto Cultura em Movimento (ICEM).

A temática dos filmes é Direitos Humanos e o objetivo é fomentar a reflexão sobre questões de interesse nacional e histórico abordadas nas obras.

Os quatro filmes selecionados para esta edição são:

  • Castanhal, de Marques CasaraRodrigo Simões Chagas;
  • Ilegal, de Raphael Erichsen e Tarso Araujo;
  • Prefiro Que Me Xinguem, de Marcos Warschauer e Levi Guimarães Luiz;
  • Sobre Sonhos e Liberdade, de Marcia Paraíso e Francisco Colombo.

O projeto é produzido pelo ICEM e tem apoio do Fundo Nacional de Cultura, Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

SOBRE O CINEMA EM MOVIMENTO

Criado em 2000 pela produtora MPC Filmes e executado em conjunto com o Instituto Cultura em Movimento, o Cinema em Movimento é hoje o maior projeto de difusão do cinema nacional no Brasil.

Organiza circuitos de exibição gratuita de filmes de longa, média e curta-metragem da recente produção audiovisual brasileira nas 27 unidades da federação. Com sessões ao ar-livre  ou em espaços fechados, o projeto atua por meio de três circuitos: Circuito Praça, Circuito Escola e Circuito Universitário.

LEIA TAMBÉM | Cinema Nacional: 25 filmes para você assistir e parar de criticar

Mais do que uma simples exibição de filmes, o Cinema em Movimento é um espaço de ampla comunicabilidade, constituindo-se em um eficaz instrumento de divulgação e possibilitando agregar outras atividades culturais e sociais.

A iniciativa promove capacitação profissional de produtores culturais para atuar em seus municípios, atua nas universidades estimulando o debate e realiza oficinas de iniciação à criação cinematográfica para jovens, com o intuito de despertar o interesse pela produção audiovisual.

SINOPSE DOS FILMES SELECIONADOS

Castanhal

No Sul do estado do Amazonas, a coleta dos frutos das castanheiras perdura por gerações de extrativistas. A riqueza da floresta é também o sustento das famílias que habitam as margens dos seus rios.

Assim, enquanto o progresso do agronegócio insiste em derrubar e queimar, quem cuida das árvores centenárias teme pelo futuro da Amazônia brasileira – e da própria vida.

Direção: Marques Casara e Rodrigo Simões Chagas | Brasil | 2020 | 25 min

Temática: Direito ao trabalho digno / Direito das populações tradicionais

Ilegal

Ilegal aborda a frustração e o desespero de mães que não conseguem tratar as raras e incuráveis doenças de seus filhos, como a epilepsia, uma vez que o remédio que aliviaria seus sintomas é derivado da Cannabis Sativa e, portanto, proibido no Brasil.

O filme mostra a luta dessas famílias pela regulamentação da maconha medicinal no país e seu confronto com a burocracia da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e com o atraso social que o preconceito com a maconha causa.

Contando com relatos de médicos, pacientes, políticos e cientistas, o filme traça os pequenos avanços que foram feitos no decorrer de alguns meses, porém também relata a triste realidade de grande parte dessas famílias: os pacientes têm pressa, e o sistema é – dolorosamente – lento.

Direção: Raphael Erichsen e Tarso Araujo | Brasil | 2014 | 90 min

Temática: Direito à Saúde

Prefiro que me xinguem

Quantas margens tem a sua cidade? “Eu sou Eric”: com essa assinatura nas mensagens escritas nos muros da cidade, o desenhista em situação de rua Eric Batista chama atenção para a vida com a arte nas ruas e nos faz refletir sobre a desigualdade, a invisibilidade e os preconceitos vividos pelas pessoas à margem da sociedade.

O documentário Prefiro que me xinguem acompanha o artista nos faróis e revela um personagem rico e complexo.

Direção: Marcos Warschauer e Levi Guimarães Luiz | Brasil | 2020 | 14 min

Temática: Direito da população em situação de rua

Sobre sonhos e liberdades

O apagamento do protagonismo negro foi uma constante no processo que culminou com a canetada em 13 de maio de 1888, oficialmente a data de libertação dos escravizados no Brasil. Um ato de silenciamento que pôs fim aos projetos de liberdade de uma maioria da população brasileira – acesso à terra, à educação, ao trabalho, aos direitos civis. Passados mais de 100 anos, a luta pela igualdade e liberdade permanece a mesma.

Direção: Marcia Paraiso e Francisco Colombo | Brasil | 2020 | 70 min

Temática: Diversidade religiosa / Direitos da população afrodescendente

Perfis onde serão exibidos os filmes e os debates, por região:

  • Amanda Naima Alli

Estudante de Jornalismo (Unicarioca)

Instagram: @dinhanaima

  • Ana Beatriz Rangel

Estudante de Jornalismo (UVA)

Instagram: @ana_rangell

  • Ana Maria Rocha

Estudante de Direito (Cândido Mendes)

Instagram: @anaalves_ss

  • Joyce Blois

Estudante de Direito

Instagram: @joyceblois

  • Laura Ludugerio

Estudante de Direito (FEAP)

Instagram: @lauraludugerio

  • Luis Fellipe Vieira

Estudante de Direito na UFF – Macaé

Instagram: @luiskuf

  • Marcelle de Araújo

Estudante de Direito (Universidade Lusófona)

Instagram: @marcelle03120

  • Melissa da Silveira

Estudante de Direito (Unigranrio)

Instagram: @melissasilveirw

Estudante de Comunicação da UNIASSELVI

Instagram: @sammymatheus

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorPRIMEIRAS IMPRESSÕES – Cruel Summer (1ª temporada, 2021, Amazon Prime Video)
Próximo artigoSanguinário: Conheça o vilão membro do Esquadrão Suicida
Amante da sétima arte. Fascinada na relação entre cinema, história e filosofia. Devoradora de quadrinhos, aprecia um bom clássico e combate o crime em Gotham City nas horas vagas.