Início FILMES Crítica CRÍTICA – Mães x Androides (2022, Mattson Tomlin)

CRÍTICA – Mães x Androides (2022, Mattson Tomlin)

maes x androides

Mães x Androides é o novo longa da carreira de Chloë Grace Moretz (Kick-Ass e Hoje Você Morre) e tem a direção de Mattson Tomlin.

SINOPSE DE MÃES X ANDROIDES

Georgia (Chloë Grace Moretz) e Sam (Algee Smith) estão esperando um filho e não sabem como lidar com a situação. Entretanto, ao mesmo tempo que recebem essa notícia, os androides domésticos começam uma revolução, buscando a destruição da humanidade. Agora o casal deve lutar pelas suas vidas e a da criança que está por vir.

ANÁLISE

A Netflix é uma empresa que tem como norte a produção de conteúdos em massa, uma vez que seu catálogo conta com muitas obras originais e que trazem novidades o tempo todo.

Por conta disso, a qualidade de algumas coisas é bastante duvidosa, pois o critério para esse tipo de estratégia não pode ser tão alto.

Mães x Androides é o tipo de filme que se encaixa na linha de produtos sem pé nem cabeça, por ter uma premissa batida e um roteiro extremamente anêmico e sem nenhum sentido.

O diretor Mattson Tomlin e seus roteiristas não conseguem criar um longa coeso, tampouco apresentam alguma qualidade. As filmagens de cabeça para baixo para tentar mostra uma estética diferentona e uma montagem horrorosa, com cenas de ação perdidas e sem qualquer emoção ou senso de localização. O CGI é péssimo e mal executado, uma vez que vemos de forma gritante a artificialidade das cenas.

As atuações não ajudam, visto que Algee Smith (Judas e o Messias Negro) e Raúl Castillo (As Passageiras) puxam muito para baixo o que é feito em tela com falta de interesse do primeiro e uma apresentação caricata do segundo. Chloë Grace Moretz até tenta, mas também não consegue ser muito melhor que os outros dois.

Por fim, temos ainda personagens estúpidos, principalmente Sam que é um homem que toma péssimas decisões e ainda por cima é um péssimo companheiro. Mães x Androides é uma bagunça completa!

VEREDITO

Com roteiro, direção e elenco pouco inspirados, Mães x Androides é um longa esquecível e sem nenhum bom recurso em mãos. A ideia não possui inovação, tampouco sequer consegue ser um entretenimento escapista. Se não pintar mais nada de muito ruim até o final de 2022, o longa é um fortíssimo candidato a ser o pior filme do ano.

Nossa nota

1,0/5,0

Confira o trailer de Mães x Androides:

Inscreva-se no YouTube do Feededigno

Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

Artigo anteriorCRÍTICA | Dexter: New Blood – S1E10 Sins of the Father
Próximo artigoCRÍTICA – Hotel Transilvânia: Transformonstrão (2022, Jennifer Kluska, Derek Drymon)
Relações-públicas, gremista, nerd, escorpiano e palestrinha. Parece futebolista, pois só vive descendo a lenha. DC é melhor que Marvel, todavia, amamos as duas.