Início FILMES Crítica CRÍTICA – Ponto Vermelho (2021, Alain Darborg)

CRÍTICA – Ponto Vermelho (2021, Alain Darborg)

CRÍTICA - Ponto Vermelho (2021, Alain Darborg)

Ponto Vermelho (Red Dot) é um thriller de ação sueco, que chegou ontem ao catálogo da Netflix, cuja história decorre nas montanhas suecas e segue um casal, que está passando por dificuldades no casamento. Quando ela engravida, ambos tentam reacender a paixão na relação e decidem viajar até ao magnífico e extenso norte da Suécia para um passeio de ski.

O filme é protagonizado por Anastasios Soulis, Nanna Blondell, Johannes Kuhnke, Kalled Mustonen e Tomas Bergström.

SINOPSE

David (Anastasios Soulis) e Nadja (Nanna Blondell) tentam reavivar o seu relacionamento numa caminhada romântica no norte da Suécia. A viagem rapidamente se transforma num pesadelo quando um ponto laser vermelho aparece na sua tenda, e eles são forçados a fugir para o frio implacável perseguidos por um atirador desconhecido.

ANÁLISE

Com 1h26min, Ponto Vermelho é o mais novo filme de “pessoas sendo caçadas”, apesar do tema ser algo nada inédito, a Netflix segue acertando ao dar espaço para produções fora de Hollywood.

Com filmes e séries de todo canto da Europa e Ásia, este provavelmente é o maior ponto positivo da gigante do streaming.

O longa de Alain Darborg não foge muito do padrão, e mesmo acertando a mão no plot twist; peca no desenvolvimento da trama.

VEREDITO

Se você pular para os 26min finais de Ponto Vermelho fique tranquilo e aproveite, pois não terá perdido muita coisa.

Infelizmente a primeira hora do longa é apenas para apresentar nossos protagonistas, sua breve relação que justifique uma viagem para o norte e a inserção de suspeitos de caça-los. Tudo seguindo a “cartilha de filmes de caçada”.

O filme é ruim? Não. Tem um final mind-blowing? Sim. Mas certamente você pode assistir outros lançamentos da Netflix como: o romântico Para Todos os Garotos: Agora e Para Sempre, os aguardados Relatos do Mundo e Malcolm & Marie ou a série nacional Cidade Invisível; ou até mesmo de séries sobre organização e decoração à curtas-metragens.

PUBLICAÇÕES RELACIONADAS:

Netflix: 8 séries sobre organização e decoração

5 curtas-metragens originais da Netflix para você aproveitar

Mas na falta de opções dê o play sem expectativas.

Nossa nota

2,5 / 5,0

Assista ao trailer dublado:

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorREVIEW | GameSir X2 Type-C (2020, GameSir)
Próximo artigoCRÍTICA | WandaVision: S1E6 – Um Halloween Assustadoramente Inédito!
Um carioca apaixonado por livros, cinema, games e que ama falar de nerdice.