Início FILMES Artigo DC Comics: 10 personagens femininas que merecem um filme solo

DC Comics: 10 personagens femininas que merecem um filme solo

2454
0
DC Comics: 10 personagens femininas da que merecem um filme solo

Com o bilhão atingido por Capitã Marvel, as filmagens de Aves de Rapina e as primeiras escalações para o aguardado filme da Viúva Negra, parece que as portas que foram abertas pelo sucesso da Warner/DC Comics com Mulher-Maravilha em 2017 começa trazer sonhos para cada vez mais próximo da realidade.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Mulher-Maravilha 1984: Filme não será sequência e mais

Aproveitando essa onda de novos projetos de super heroínas e o novo caminhar da parceria Warner/DC, resolvemos listar as personagens que merecem seus próprios filmes solo, confira!

10. MULHER-GATO

Michelle Pfeiffer, Halle Berry e Anne Hathaway.
Crédito da imagem: Desencaixados

Selina Kyle tem sido uma vilã – e anti-heróina – em praticamente tudo desde que foi criada por Bob Kane e Bill Finger em 1940.

Estreando em Batman #1, Mulher-Gato tem sido intimamente associada com o Morcego de Gotham desde o início. No entanto, há muitas histórias incríveis centradas nela que praticamente ignoram a existência do Batman.

O Cavaleiro das Trevas pode estar em um estado de transição no Universo Estendido DC, mas não há razão para que Selina não possa ter um filme sem ele. 

Ela tem sido um personagem incrivelmente cheia de camadas e artistas como Ed Brubaker e Darwin Cooke, entre outros, já provaram que ela não precisa de Morcegos ao seu lado para tornar a história convincente.

Com uma Mulher-Gato incrível por Michelle Pfeiffer, uma apagada de Anne Hathaway talvez seja a hora da personagem ter seu merecido destaque depois do esquecível filme solo estrelado por Halle Berry.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Mulher-Gato: Michelle Pfeiffer diz que adoraria reviver a personagem

9. KATANA

Karen Fukuhara como Katana, em Esquadrão Suicida.

Tatsu Yamashiro foi criada por Mike W. Barr e Jim Aparo em 1983. Katana tinha uma longa história em equipes como os Renegados (Outsiders) antes de finalmente encabeçar sua própria série em 2013. Infelizmente, o HQ durou apenas dez edições, mas nós sentimos que essa guerreira samurai poderia se manter em uma adaptação para a tela grande.

Katana, interpretada por Karen Fukuhara, apareceu sem brilho na adaptação cinematográfica Esquadrão Suicida, mas honestamente, a personagem merece mais. 

Há um novo filme da equipe em andamento, mas o próximo filme de Esquadrão Suicida dirigido por James Gunn é considerado um reinício total.

Então, por que não dar a Katana um filme solo?

8. CAÇADORA

A vigilante que atua principalmente em Gotham ainda é bastante desconhecida por muitos, tanto que a maioria das pessoas não sabem que três indivíduos já vestiram o manto dela: Paula BrooksHelena Wayne Helena Bertinelli.

Na Era de Ouro, Paula Brooks, a primeira Caçadora era uma super-vilã, que lutou com o super-herói Pantera, sua primeira aparição foi em Sensation Comics #68. Depois ela foi renomeada para Tigresa nas páginas de Young All-Stars.

A Caçadora da Era de Prata era Helena Wayne, filha do Batman e Mulher-Gato, ambos da Terra 2. Sua primeira aparição foi em All-Star Comics #69 de 1977 e DC Super-Stars #17, que saiu no mesmo mês e revelou sua origem.

Helena Wayne foi destruída pelos Demônios da Sombra do Anti-Monitor em Crise nas Infinitas Terras, e teve sua existência apagada da continuidade do Universo DC. Porém em Batman & Superman Novos 52 ela reapareceu aparecendo em um mundo paralelo.

Na Era Moderna dos quadrinhos, Helena Rosa Bertinelli que foi a última sobrevivente do ataque à família Bertinelli quando, aos oito anos, presenciou a morte de sua família, pela mão do assassino Omerta, a comando de Mandragora. Ela jurou vingança e conseguiu o que queria, vingando toda a sua família e se tornando a Caçadora.

Helena não possui nenhum poder ou qualquer habilidade de meta-humano. Ela é realmente humana com grandes habilidades em uma cartilha de artes marcais e treinada durante anos com armas de combate corpo a corpo, principalmente com a besta, está que é a sua arma mais usado, e chega a ser icônica da personagem. No mais ela possui o traje que protege o corpo dela de golpes e de outros itens que poderiam ser mortais para ela, mas claro que o traje não é complemente indestrutível ou a prova de tudo, mas Helena sempre se deu bem, ela é muito bem preparada e possui um vasto conhecimento, que ela sempre usa a seu favor, além de ser uma ótima estrategista.

Depois de sua versão live action no Arrowverso pela atriz Jessica De Gouw, a Caçadora foi confirmada no filme Aves de Rapina, como uma das protagonistas, interpretada por Mary Elizabeth Winstead.

7. BATGIRL (BARBARA GORDON)

Batgirl foi criada por William Dozier, Julius Schwartz e Carmine Infantino graças a um pedido dos produtores do programa de TV, Batman dos anos 60.

Sua primeira aparição cômica foi escrita por Gardner Fox e desenhada por InfantinoBarbara teve muitas aventuras incríveis antes que os eventos de The Killing Joke a deixassem sem o uso de suas pernas. No entanto, mesmo quando o impensável aconteceu, a Batgirl se ergueu das cinzas e continuou salvando vidas como a Oráculo.

Planos para um filme da Batgirl foram previamente anunciados com Joss Whedon no comando, mas desde que ele deixou o projeto, o estúdio deixou claro que sua história não é uma prioridade. 

Sem planos para incluir esta versão de Batgirl em Aves de Rapina, só queremos ter certeza de que ninguém está esquecendo de Barbara Gordon.

6. BATGIRL (CASSANDRA CAIN)

Cassandra Cain está programada para fazer sua estréia na tela grande no filme Aves de Rapina, com a novata Ella Jay Basco no papel. 

É excelente que o filme inclua outro personagem incrível, mas achamos que essa Batgirl é tão merecedora de seu próprio filme quanto o Protetor de Gotham City.

Criada em 1999 por Kelley Puckett e Damion Scott. Cassandra Cain é filha dos assassinos David Cain e Lady Shiva; e seu treinamento desde muito jovem, privou-a de uma infância normal.

Esta personagem fascinante estrelou em seu próprio título por algum tempo, dando ao estúdio muitas histórias para que tenhamos um filme solo.

5. BATWOMAN

Batwoman e a atriz Ruby Rose.

Kate Kane foi recentemente introduzida no Arrowverso com a atriz Ruby Rose, mas não achamos que isso deva significar que a Batwoman não estrelará seu próprio filme.

Embora tenha havido uma Batwoman da Era de Prata dos quadrinhos, Kate Kane é a versão do personagem que os leitores mais modernos estão familiarizados.

Um dos poucos heróis LGBTQ nos quadrinhos tradicionais, a personagem estreou na série Novos 52, em 2006. Ela foi criada por Grant Morrison, Greg Rucka, Mark Waid, Geoff Johns e Keith Giffen.

4. HERA VENENOSA

Outra famosa vilã do Batman, a Hera Venenosa, foi criada em 1966 por Robert Kanigher e  Sheldon Moldoff

Como Mulher-Gato, Hera Venenosa também foi retratada como uma vilã e anti-heróina. Essa não é a única coisa que ela e Selina têm em comum. Pamela Isley também tem um pouco de profundidade e suas melhores histórias têm se centrado na humanidade da personagem.

Se o estúdio optar por ter Hera Venenosa enfrentando seus próprios “anjos e demônios”, não importa muito. Há boas histórias de qualquer forma e filmes como Malévola provaram que a jornada de um vilão pode ser tão envolvente quanto a de um herói.

E seria uma – muito bem vinda – oportunidade para esquecermos a persogem interpretada por Uma Thurman no sofrível Batman & Robin de 1997.

3. ZATANNA

Versões animadas e a versão live-action de Serinda Swann em Smallville.

Criada por Gardner Fox e Murphy Anderson em 1964, Zatanna é filha de Zatara; e tal como seu pai, ela é uma mágica incrível. Ela é capaz de lançar praticamente qualquer feitiço. Tudo o que ela precisa fazer é falar as palavras e a magia literal acontece.

Warner já está mergulhando de cabeça no universo místico da DC com Shazam!, então a introdução de Zatanna não deve parecer algo muito exagerado.

O estúdio também está adotando uma abordagem menos conectiva ao seu universo compartilhado ultimamente, o que também faz de Zatanna uma escolha sólida. 

Ela tem fortes laços com personagens como Batman e John Constantine, mas ela sempre foi um personagem interessante por si só. Seria incrível ter uma nova versão live action já que as duas aparições da atriz Serinda Swann na série Smallville não foi suficiente para explorar o potencial da personagem.

2. VIXEN

Pode não haver muitas grandes histórias de Vixen, mas não há como negar que Mari Jiwe McCabe tem um poder super legal (além de ser uma personagem badass).

Criada em 1981 por Gerry Conway e Bob Oksner, Vixen é capaz de invocar o espírito de absolutamente qualquer animal que ela escolher. Os poderes de Mari podem ser extraídos de criaturas extintas ou mesmo místicas.

Há, obviamente, um desejo de ver mais do personagem, com o Vixen recebendo sua própria série animada, que a levou a aparecer no Arrowverso na segunda temporada de Legends of Tomorrow com a atriz Megalyn E.K..

A atriz também dublou a personagem em sua própria série animada, no entanto, não viria a retornar às telas por estar envolvida em outros projetos; sendo substituída pela atriz Maisie Richardson-Sellers.

Curiosidade: A versão de Vixen no Arrowverso é Amaya Jiwe avó de Mari Jiwe McCabe.

Considerando a história de fundo de Mari Jiwe McCabe e suas habilidades surpreendentes, um filme de Vixen poderia ser incrível. Ouso dizer que tem potencial cinematográfico de Pantera Negra. (Waner, nunca te pedimos nada! O que custa?)

1. MULHER-GAVIÃO

Podemos dizer que a Mulher-Gavião é a personagem feminina mais badass da DC Comics. E só isso já seria suficiente para seu próprio filme solo, se não fosse sua história incrível cheia de mitologia.

Chay-Ara era uma princesa egípcia, casada com o príncipe do Egito, Khufu. Em uma de suas aventuras por suas terras, Khufu e Chay-Ara encontraram uma nave que parecia ter caído do céu e deu a eles poderes. Mas eles foram amaldiçoados por Hath-Set à morrer e reencarnar, de novo, de novo, e de novo, sempre morrendo no ponto mais alto de seu amor.

Nos anos 40, Chay-Ara reencarnou como Shiera Sanders, quando o príncipe Khufu reencarnou como Carter Hall, que também era um portador de asas, chamado de Gavião Negro. Ainda conectados um ao outro, Carter e Shiera formaram uma relação romântica.

Enquanto seguia criminosos, o Gavião Negro formulou um plano para pegá-los. Ele então, contou com a ajuda de Shiera para conseguir completar tais planos.

Shiera Sanders vestiu o traje extra completo do Gavião Negro, com asas de metal Nth, e voou até os criminosos, se passando pelo Gavião. Após isso, Shiera adotou para si as asas e o traje, e assumiu o manto de Mulher-Gavião.

Muito tempo depois, na estreia da personagem nos Novos 52, foi revelado nada mais além de uma insinuação de que o passado dela envolvia um programa secreto. Mais tarde, foi revelado que a Mulher-Gavião trabalhava com o World Army antes de um evento ocorrer no Egito, onde ela ganhou asas, após isso, ela escapou do programa secreto e começou a trabalhar como a Mulher-Gavião.

Criada por Gardner Fox e Dennis Neville, estreou em Flash Comics #1 em 1940, seu alter ego pela qual é mais conhecida foi criada por Sheldon Moldoff estreando em All Star Comics #5 em 1941.

Além de Shiera temos mais duas personagens com o título de Mulher-GaviãoShayera Hol Kendra Saunders.

Shayera Hol foi a interação da personagem que vimos na clássica animação da Liga da Justiça, intitulada Liga da Justica Sem Limites

Kendra Suanders teve sua versão live action no Arrowverso, interpretada pela atriz Ciara Renée.

 

E aí, o que achou da nossa lista? Tem alguma personagem que você gostaria de ver nas telonas e que esquecemos de incluir na nossa lista? Deixe nos comentários abaixo e lembre-se de compartilhar com seus amigos! 😉

Leia também:

Batman 80 anos: O início e o legado do Morcego de Gotham

Comentários