Início QUADRINHOS Crítica CRÍTICA | Imperdoável: Poder Absoluto – Vol. 4 (2020, Devir)

CRÍTICA | Imperdoável: Poder Absoluto – Vol. 4 (2020, Devir)

104
0

Nesta edição de Imperdoável: Poder Absoluto – Vol. 4, a incontrolável onda de violência causada pelo Plutoniano continua a devastar as estruturas do universo. Esse quarto volume publicado pela Editora Devir reúne as edições #24 à #31.

LEIA TAMBÉM:

CRÍTICA | Imperdoável: O Poder do Medo – Vol. 1 (2018, Devir)

CRÍTICA | Imperdoável: O Lugar Mais Seguro da Terra – Vol. 2 (2018, Devir)

CRÍTICA | Imperdoável: No Limiar da Destruição – Vol. 3 (2019, Devir)

ANÁLISE

Nesse penúltimo volume de Imperdoável, o cerco começa a se fechar para o Plutoniano, após ser aprisionado por poderosos seres alienígenas em um manicômio extraterrestre. No entanto, o que esses alienígenas não esperavam era que, dentro desse lugar, o Plutoniano encontraria a ajuda de um aliado misterioso e juntos uniriam forças para causar o caos e a desordem – além de recrutarem outros seres bizarros para uma fuga ensandecida rumo à Terra.

Enquanto isso, na Terra, a super-equipe Paradigma começa a tentar reverter a destruição causada por Plutoniano. Contudo, um dos integrantes da equipe realiza uma proposta irrecusável para seus antigos inimigos que sobreviveram a desolação: a super-equipe esquecerá todos os crimes causados por esses indivíduos no passado em troca de ajuda para reerguer as cidades afetadas pela destruição.

Agora uma pergunta permanece: será que um mundo que se encontra devastado vai estar preparado para sobreviver a ira desse tirano transtornado?

A trama aqui começa a amarrar diversas pontas soltas de alguns personagens que estavam sem conclusão nas edições anteriores, além de apresentar novos personagens que parecem ter grande potencial para sair no braço com o Plutoniano. No entanto, todas estas adições apresentam um caráter duvidoso.

Quanto a arte do quadrinho, o visual continua com a dupla Peter Krauser e Diego Barreto, que mantêm um trabalho surpreendente seja pelo traço preciso ou pela autenticidade artística. Os desenhos são acompanhados de uma bela colorização – que é formidável em cada página.

VEREDITO

Diferente da edição anterior, em Imperdoável: Poder Absoluto temos o retorno de uma narrativa frenética junto ao desfecho de arcos de personagens secundários. Além disto, temos apresentação de dois novos personagens misteriosos que serão de grande importância para o fim da obra, o que certamente nesse último volume será um final épico.

Nossa nota

Editora: Devir

Autor: Mark Waid

Páginas: 216

E você, já leu a HQ? Deixe sua opinião e nota!

Nota do público
Obrigado pelo seu voto

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.