Início QUADRINHOS Crítica CRÍTICA – The Boys: Volume 11 (2020, Devir)

CRÍTICA – The Boys: Volume 11 (2020, Devir)

The Boys

The Boys: Volume 11 ou The Boys: No Topo Da Colina Com As Espadas De Mil Homens, é o penúltimo episódio da trama criada por Garth Ennis e Darick Robertson.

SINOPSE

O cerco está se fechando e o embate final entre Os Sete e os Rapazes está chegando ao seu término. Agora Billy Butcher e sua equipe devem acabar de vez com o jogo. Será que eles vão sobreviver?

ANÁLISE

The Boys: Volume 11 é talvez o arco mais importante de todos os 12 volumes apresentados nos últimos anos, pois termina de forma sangrenta um embate mais que aguardado.

O sangue e vísceras aqui são um detalhe, uma vez que o texto é completamente frenético. As tramas políticas tornam a história envolvente, visto que já estamos completamente apegados aos personagens e cada movimento é bem pensado.

O fato do jogo de gato e rato em The Boys: Volume 11 é o principal destaque, ainda mais que temos grandes reviravoltas e até um sentimento de que poderia ser ainda mais catártico o momento final.

Entretanto, o fechamento e combates são mais que satisfatórios, mesmo que em alguns momentos há uma certa pressa para resolver logo alguns problemas. Todavia, nada que estrague a experiência, mesmo que queiramos ver algo a mais em momentos derradeiros.

VEREDITO

Com muito sadismo e sanguinolência, The Boys: Volume 11 é o carpe diem dos leitores ávidos pelo encerramento da franquia, pois traz tudo que queremos, ou quase. Com um roteiro poderoso e boas cenas de ação, por exemplo, o penúltimo ato de The Boys vai ficar marcado por gerações de leitores dessa hq maravilhosa.

Nossa nota

5,0 / 5,0

Editora: Devir

Autores: Darick Robertson e Garth Ennis

Páginas: 168

E você, gosta de The Boys? Deixe sua opinião!

CRÍTICA – The Boys: Vol. 1, Vol. 2, Vol. 3, Vol. 4, Vol. 5 e Vol. 6.

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorCRÍTICA – The Underground Railroad: Os Caminhos para a Liberdade (2021, Amazon Prime Video)
Próximo artigoTudo que queremos ver em uma sequência de Mortal Kombat
Relações-públicas, gremista, nerd, escorpiano e palestrinha. Parece futebolista, pois só vive descendo a lenha. DC é melhor que Marvel, todavia, amamos as duas.