10 produções com temática viking

    O Homem do Norte chegou recentemente aos cinemas, provando que a temática viking na cultura pop parece estar longe de estar saturada e com o lançamento do longa de Robert Eggers temos um forte indício do sucesso que produções sobre os guerreiros nórdicos ainda podem alcançar.

    As histórias e os mistérios que envolvem a Era Viking sempre despertaram o interesse do público, principalmente quando envoltos pela mitologia nórdica, poemas épicos e batalhas sangrentas.

    E para quem se interessa por essa temática, pode aproveitar todo a lista abaixo, com obras fictícias até próximas aos registros históricos, mas todas com guerreiros hábeis e paredes de escudos!

    Confira filmes, games e séries sobre vikings para você aproveitar enquanto não chega ao Valhalla!

    Desbravadores (2007)

    Apesar de abordar a temática viking, o longa dirigido por Marcus Nispel e estrelado por Karl Urban (The Boys) é possivelmente o mais fraco dessa lista. Com um roteiro fraco o longa não agradou o público e a crítica mas está na lista pois ajudou a mostrar que era possível produções sobre a Era Viking.

    SINOPSE:

    Em uma época em que os vikings tentavam conquistar a América do Norte, um garoto viking é acidentalmente esquecido, durante uma batalha contra os índios americanos. Criado pelos índios, ele passa a fazer parte da tribo como se fosse uma das crianças indígenas. Quando sua vila é mais uma vez ameaçada pelos vikings, nórdico agora adulto (Karl Urban) tem que lutar contra seu próprio povo.

    A Lenda de Beowulf (2007)

    Lançado no mesmo ano que o esquecível Desbravadores, a animação A Lenda de Beowulf foi um regozijo para os fãs dos vikings. O longa é baseado no poema épico anglo-saxônico Beowulf.

    Sem dúvidas a produção dirigida pelo cineasta Robert Zemeckis é uma das primeiras grandes produções do cinema na cultura nórdica; Além de contar com grandes nomes de Hollywood em seu elenco de dublagem como Antonhy Hopkins, Angelina Jolie e John Malkovick; a animação realizada com captura de movimentos tornou-se revolucionária.

    SINOPSE:

    Ilha de Sjaelland, perto do local onde hoje fica a cidade de Roskilde, na Dinamarca. O demônio Grendel (Crispin Glover) ataca o castelo do rei Hrothgar (Anthony Hopkins) sempre que é realizada alguma comemoração, já que não suporta o barulho gerado. Em seus ataques Grendel sempre mata várias pessoas, apesar de poupar Hrothgar. Com a população em pânico, Hrothgar ordena que o salão onde as comemorações são realizadas seja fechado. Até que chega ao local Beowulf (Ray Winstone), um guerreiro que promete eliminar o monstro.

    O Guerreiro Silencioso (2009)

    Um dos filmes mais dramáticos e intensos sobre esta temática, O Guerreiro Silencioso (Valhalla Rising, título original) é dirigido por Nicolas Winding Refn e é estrelado pelo ator dinamarquês Mads Mikkelsen.

    No longa, o misterioso guerreiro e seu jovem libertador estão estão a bordo de um navio viking, mas durante sua jornada o navio é logo engolido por um interminável nevoeiro que os levam a uma terra desconhecida.

    Dono de uma força descomunal, às vezes tida como sobrenatural, o personagem de Mikkelsen guia o público por uma história repleta de elementos nórdicos, principalmente o lado violento e sanguinário do povo viking. 

    SINOPSE:

    Ambientado no ano de 1000 a.C., o filme nos apresenta a um guerreiro mudo sem nome conhecido como One Eye (Mads Mikkelsen). Ele é conhecido como um lutador dono de uma habilidade ímpar, com um apetite voraz por violência. Ele é feito refém por anos, até que, com a ajuda de um garoto, consegue escapar. A partir daí, o guerreiro inicia uma jornada sangrenta que o ajuda a descobrir quem ele realmente é.

    Como Treinar o Seu Dragão  (2010 – 2019) 

    Para os fãs de animação, Como Treinar o Seu Dragão é uma excelente opção. A franquia é uma das mais sólidas dos últimos anos. A franquia possui na bagagem três indicações ao Oscar e incontáveis críticas positivas, incluindo séries de TV e até um especial de Natal.

    SINOPSE:

    Soluço (Jay Baruchel/Gustavo Pereira) é o filho de Stoico (Gerard Butler/Mauro Ramos), o bravo líder da Ilha de Berk que está determinado a mostrar ao pai que é um verdadeiro viking durante suas aulas na escola de luta contra dragão. Pelo menos até encontrar um dragão ferido e fazer amizade com ele.

    PUBLICAÇÕES RELACIONADAS:

    TBT #131 | Como Treinar o Seu Dragão (2010, DreamWorks)

    CRÍTICA – Como Treinar o Seu Dragão 3 (2019, Dreamworks)

    Vikings (2013 – 2020)

    Inspirada nas histórias da Escandinávia medieval, a série acompanha a saga do lendário líder viking Ragnar Lodbork (Travis Fimmel) e sua leal escudeira, Lagertha (Katheryn Winnick). Sucesso de público e crítica, a produção, criada por Michael Hirst, não poupa esforços quando o assunto são cenas brutais e sangrentas. Além dos eventos narrados ao longo das seis temporadas, que se baseiam tanto em tradição oral deste povo quanto em fontes históricas, Vikings traz uma boa dose de mitologia nórdica.

    SINOPSE:

    Ragnar Lothbrok, o maior guerreiro da sua era. Lider de seu bando, com seus irmãos e sua família, ele ascende ao poder e torna-se Rei dos vikings. Além de guerreiro implacável, Ragnar segue as tradições nórdicas e é devoto dos deuses. As lendas contam que ele descende diretamente de Odin, o Pai de Todos. 

    PUBLICAÇÕES RELACIONADAS:

    Vikings: Conheça os principais personagens da série do canal History

    Vikings: 5 curiosidades sobre a série

    The Last Kingdom (2015 – 2022)

    CRÍTICA - The Last Kingdom (5ª temporada, 2022, Netflix)

    No embalo do sucesso de Vikings, a Netflix lançou a série The Last Kingdom que levou para as telas uma adaptação da série de livros Crônicas Saxônicas, de Bernard Cornwell que se inicia com O Último Reino e conta com mais 12 romances.

    SINOPSE:

    Com a chegada dos vikings, apenas o reino de Wessex continua a desafiar as probabilidades e se mantém em pé, graças ao Rei Alfredo (David Dawson). Em meio a este tempo turbulento vive Uhtred (Alexander Dreymon), filho de um nobre saxão que ficou órfão e foi criado pelos vikings como um dos seus. Forçado a escolher entre seu país de nascimento e as pessoas que o acolheram, sua lealdade é testada constantemente. Na jornada para recuperar o seu direito de nascimento, Uhtred deve lidar com os dos dois lados da moeda para cumprir seu papel no nascimento de uma nova nação.

    PUBLICAÇÕES RELACIONADAS:

    CRÍTICA – O Último Reino (2005, Bernard Cornwell)

    CRÍTICA – The Last Kingdom (5ª temporada, 2022, Netflix)

    Norsemen (2016 – 2020)

    A série norueguesa que aposta na comédia para falar sobre a temática viking de uma maneira diferente, Norsemen troca o drama das batalhas sangrentas por situações inesperadas, criando o seu humor a partir de situações absurdas envolvendo os moradores de uma vila. O resultado é uma produção bastante inovadora, que mostrar como seria enfrentar rivalidades políticas, mudanças sociais e inovações que alteram sua cultura e modo de vida, com os olhos do século XXI.

    SINOPSE:

    Em 790 d.C., os vikings de Norheim têm uma vida agitada que inclui pilhagem, fraude, escravização alheia e uso da violência para resolver os problemas.

    Assassin’s Creed Valhalla (2020)

    Assassin’s Creed Valhalla é o 12º game da franquia a ser lançado e continua a história dos Ocultos, e se passa algum tempo depois de Assassin’s Creed Odyssey. Aqui, o game retrata um importante período histórico, fruto de enormes elucubrações, mas também de fatos, como a exploração marítima por parte dos daneses que aportaram em terras ao leste de onde habitavam a fim de se estabelecer e sobrepujar qualquer força militar que os tentasse expulsar.

    Sabemos que a Ubisoft tem maestria em recriar cenários antigos e aqui não é diferente. Ao sairmos dos paradisíacos cenários no Mediterrâneo iluminados por um Sol quase que de verão ininterrupto vistos em AC Odyssey, nos saltam aos olhos os pássaros aquáticos em rios lodosos, charcos e cenários pantanosos, bem como as névoas e neve frequentes nas Ilhas Britânicas ou a Aurora Boreal na Noruega.

    As recriações de construções sejam elas danesas ou saxãs são dignas de serem admiradas tamanha é a riqueza dos detalhes: casas, salões (casas comunitárias), dracares, igrejas, monastérios, ruínas romanas e muitas outras.

    PUBLICAÇÕES RELACIONADAS:

    CRÍTICA – Assassin’s Creed Valhalla (2020, Ubisoft)

    CRÍTICA – Assassin’s Creed Valhalla: Dawn of Ragnarok (2022, Ubisoft)

    Vikings: Valhalla (2022 – até o momento)

    Vikings: Valhalla | Conheça os principais personagens da série spin-off

    Em Vikings: Valhalla seguimos a jornada de novos nomes importantes da história escandinava, desta vez cem anos depois dos feitos lendários de Ragnar Lothbrok e seus filhos. Seguindo o sucesso das séries Vikikings e The Last Kingdom, a Netflix produziu mais uma série dos nórdicos, agora inspirada na saga dos groenlandeses.

    O elenco conta com Sam CorlettFrida GustavssonLeo SuterBradley FreegardJóhannes JóhannessonCaroline HendersonLaura Berlin e David Oakes.

    SINOPSE:

    O destino do explorador Leif Erikson (Sam Corlett), sua impetuosa e obstinada irmã Freydis Eriksdotter (Frida Gustavsson) e o ambicioso príncipe nórdico Harald Sigurdsson (Leo Suter) se unem em uma jornada épica após tensões entre o povo viking e a realeza inglesa; em paralelo as intensas desavenças entre crenças pagãs e cristãs. Agora, eles irão cruzar oceanos e campos de batalha, de Kattegat à Inglaterra e além, enquanto lutam pela sobrevivência e pela glória.

    PUBLICAÇÃO RELACIONADA

    CRÍTICA – Vikings: Valhalla (1ª temporada, 2022, Netflix)

    Vikings: Valhalla | Conheça os principais personagens da série spin-off

    Vikings: Valhalla | Curiosidades dos bastidores da série

    Conheça Leif Eriksson, o Sortudo

    O Homem do Norte (2022)

    O Homem do Norte: 5 curiosidades sobre o filme

    A mais recente conquista dos vikings na cultura pop foi com O Homem do Norte, dirigido por Robert Eggers, diretor também de (O Farol); aqui seguimos uma trajetória de vingança viking.

    SINOPSE:

    O jovem príncipe Amleth (Alexander Skarsgård) está prestes a se tornar um homem quando seu pai é brutalmente assassinado por seu tio, que sequestra a mãe do garoto. Fugindo de seu reino insular de barco, a criança jura vingança. Duas décadas depois, Amleth tornou-se um guerreiro viking furioso, um autêntico berserker, invadindo aldeias eslavas impiedosamente.

    Numa delas, uma vidente o faz relembrar seu juramento: vingar seu pai, salvar sua mãe, matar seu tio. A bordo de um navio de escravos rumo à Islândia, Amleth se infiltra na fazenda do tio com a ajuda de Olga (Anya Taylor-Joy), uma escrava eslava, e coloca em ação o plano para honrar seu juramento.

    PUBLICAÇÕES RELACIONADAS:

    CRÍTICA – O Homem do Norte (2022, Robert Eggers)

    O Homem do Norte: Quem é o elenco do filme?

    Robert Eggers: A mente por trás de O Homem do Norte

    O Homem do Norte: 5 curiosidades sobre o filme


    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    HBO Max: Títulos para comemorar 1 ano do serviço

    A HBO Max está em festa! No dia 29 de junho, a plataforma de streaming completa um ano de seu lançamento na América Latina!

    Sandman: As melhores HQs para ler antes da série

    Originalmente, as 75 edições da HQ são divididas em 13 arcos. Essas são as histórias fundamentais de Sandman para você ler antes da série!

    La Casa de Papel: Coreia | Quem é quem na nova série?

    Baseado na série de sucesso espanhola La Casa de Papel, este remake oferece uma nova visão do enredo original e dos personagens principais.

    Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo: Quem é quem no longa da A24?

    Conheça o elenco de Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo, filme original da produtora A24 que tem recebido muitos elogios da crítica.