Início FILMES Artigo 10 músicas que marcaram o cinema

10 músicas que marcaram o cinema

10 músicas que marcaram o cinema

Ok, a premissa básica é que não se discute sobre músicas e filmes, afinal cada pessoa tem seu gosto; mas é certo dizer que os dois andam lado a lado faz muito tempo e é inevitável que ao longo das décadas muitas músicas tenham marcado nossas vidas por estarem ligadas a algumas cenas icônicas retratas na tela grande.

Se você é fã de música e também de cinema, veja abaixo a minha lista pessoal das dez músicas que ao ser ouvida, é impossível não relembrar da cena de um filme!

Ah! e se você tem aquelas músicas que te lembram automaticamente de cenas de filmes, conta nos comentários lá no fim da publicação.

Vamos à lista!

Eye of the Tiger (Survivor) – Rocky III: O Desafio Supremo (1982)

Compilado de cenas de Rock III: O Desafio Supremo ao som de Eye of the Tiger.

O personagem de Sylvester Stallone, Rocky Balboa a.k.a. Garanhão Italiano, fez história com sua franquia que iniciou em Rocky: Um Lutador (1976), com uma franquia de seis filmes e dois spin-offs com Creed (2015) e Creed 2 (2018) o terceiro título do boxeador ítalo-americano pobre da Filadélfia é certamente o mais marcante de todos.

O personagem é amplamente considerado o papel mais icônico de Stallone e muitas vezes é considerado o papel que iniciou sua carreira no cinema.

A ideia inicial de Sylvester Stallone não era ter uma música original para seu filme, mas na verdade usar uma que já existia, e tratava-se de Another One Bites The Dust, lançada pelo Queen em 1980 no disco The Game.

Quando ouviu um “não” da banda de Freddie Mercury e companhia, Stallone então recrutou o Survivor que através do guitarrista Frankie Sullivan e do tecladista Jim Peterik, compôs um clássico instantâneo.

Maniac (Michael Sembello) – Flashdance (1983)

Flashdance é filme de dança dirigido por Adrian Lyne e estrelado por Jennifer Beals como Alex, uma dançarina novata e apaixonada que aspira se tornar uma bailarina profissional.

Apesar do longa ter tido uma excelente bilheteria, ele é mais lembrado por sua cena musical icônica do que como uma obra como um todo.

A produção na época também emplacou outros hits como What a Feeling de Giorgio Moroder.

O longa recebeu várias indicações nas principais premiações do cinema, incluindo suas duas músicas principais Maniac e What a Feeling, mas apenas a segunda recebeu um Oscar e um Globo de Ouro.

Footloose (Kenny Looging) – Footloose: Ritmo Louco (1984)

Se você curtiu os anos 80, é impossível não lembrar de Footloose!

O longa estrelado por Kevin Bacon embalou muitos jovens e sua trilha sonora conta com clássicos que embalaram toda uma geração. Entre elas temos:

  • Let’s Hear It for the Boy de Deniece Williams;
  • Holding Out For A Hero de Bonnie Tyler;
  • I’m Free (Heaven Helps The Man) de Kenny Loggins;
  • E claro a música título: Footloose de Kenny Loggins.

A música tema foi indicada ao Oscar e ao Globo de Ouro, mas não venceu em ambas as premiações.

Em 2011 a produção ganhou um remake estrelado por Julianne Hough, Kenny Wormald e Miles Teller (Whiplash: Em Busca da Perfeição).

Johnny B. Goode (Starlighters) – De Volta Para o Futuro (1985)

Dirigido por Robert Zemekis e produzido por Steven Spielberg, o longa estrelado por Michael J. Fox De Volta Para o Futuro é aclamado pelo público até hoje; e mais de 30 anos depois de seu lançamento, ainda é considerado por alguns um dos melhores filmes que aborda o tema: viagem no tempo.

Johnny B. Goode é uma canção de rock and roll escrita em 1955 e gravada pela primeira vez em 1958 por Chuck Berry.

Gravada por muitos outros artistas, a música recebeu várias honras e elogios, incluindo o sétimo lugar na lista da revista Rolling Stone dos 500 Melhores Músicas de Todos os Tempos e incluída como uma das 27 canções do Voyager Golden Record, uma coleção de músicas, imagens e sons projetados para servir como um registro da humanidade.

Danger Zone (Kenny Loggins) – Top Gun: Ases Indomáveis (1986)

Compliado de cenas de Top Gun: Ases Indomáveis ao som de Danger Zone.

O longa apresenta Pete “Maverick” Mitchell (Tom Cruise) que, junto de seu parceiro Nick “Goose” Bradshaw (Anthony Edwards), são enviados para fazer parte do programa de treinamento da Escola de Caças da Marinha Americana conhecido como Top Gun. A trama se desenvolve muito graças ao “prêmio Top Gun”, dado ao melhor aluno da classe. Já no início, Maverick cria uma rivalidade em relação à Tom “Iceman” Kazansky (Val Kilmer), por este ser o aparente melhor piloto da turma.

Quem não lembra deste clássico consagrado pelas impressionantes manobras do jovem Tom Cruise em seu F-14 Tomcat certamente tem problema de memória (ou não assistiu).

Além de Danger Zone de Kenny Loggins o longa também emplacou a clássica romântica Take My Breath Away da banda Berlin.

(I’ve Had) The Time of my Life (Bill Medley e Jennifer Warnes) – Dirty Dancing (1987)

E por falar em clássica romântica seria uma heresia não mencionar (I’ve Had) The Time of My Life da dupla Bill Medley e Jennifer Warnes.

O longa estrelado pelo saudoso Patrick Swayze e Jennifer Grey sem sombra de dúvidas embalou o amor de muitos casais e certamente despertou a vontade em muitos de praticar dança, afinal, o professor de dança Johnny Castle (Patrick Swayze) nos mostra que parece ser tão fácil.

A música tema de Dirty Dancing foi indicada em várias premiações junto com o longa e ganhou diversos prêmios, entre eles um Oscar, um Globo de Ouro e um Grammy.

Oh, Pretty Woman (Roy Orbison) – Uma Linda Mulher (1990)

Trailer oficial de Uma Linda Mulher ao som de Oh, Pretty Woman.

Uma Linda Mulher é um filme de comédia romântica dirigido por Garry Marshall e estrelado por Richard Gere e Julia Roberts.

O longa é um dos mais populares de todos os tempos e se tornou o filme de comédia romântica que mais vendeu ingressos nos Estados Unidos e acumulou uma bilheteria mundial de 463 milhões de dólares.

O longa que tem uma trilha sonora bem diversificada conta também com hits como a canção It Must Have Been Love da banda Roxette, que chegou ao número 1 na Billboard Hot 100 em junho de 1990 e até Show Me Your Soul do Red Hot Chili Peppers.

Can’t Take my Eyes off You (Frankie Valli) – 10 Coisas Que Eu Odeio em Você (1999)

Parece que essa lista está cheia de amor, não é mesmo?

Mas já que estamos de romance, como não citar 10 Coisas Que Eu Odeio em Você? O longa é estrelado por Joseph Gordon-Levitt, Julia Stiles, Larisa Oleynik e o saudoso Heath Ledger (Batman: O Cavaleiro das Trevas).

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Heath Ledger: Confira 10 filmes inesquecíveis do ator

Can’t Take My Eyes Off You é uma canção de 1967 escrita por Bob Crewe e Bob Gaudio; e gravado como single por Frankie Valli. A música estava entre os maiores sucessos, ganhando um disco de ouro e alcançando o segundo lugar na Billboard Hot 100 por uma semana após seu lançamento.

Thousand Miles (Vanessa Carlton) – As Branquelas (2004)

Chega de melação, vamos rir um pouco!

Todo mundo ama o Terry Crews, seja sendo o Julius na série Todo Mundo Odeia o Chris (2005-2009), seja sendo o Sargento Jeffords em Brooklyn Nine-Nine (2013-até o momento), mas é inegável que ao ouvirmos a música Thousand Miles de Vanessa Carlton na mesma hora associamos ao icônico Latrell do filme As Branquelas.

O longa estrelado pelos irmãos Marlon e Shawn Wayans tem uma legião de fãs, seja pelo besteirol, seja pela atuação de alguns atores, mas a verdade é que essa cena é inesquecível!

Toda vez que ouço essa música, SEMPRE imito o Latrell.

Let it Go (Idina Menzel) – Frozen (2013)

Pois é, fechamos a lista com a música que muito possivelmente deve ter sido o inferno na vida de muitos pais e mães.

Let it Go dispensa apresentação.


E você, quais suas músicas do cinema que mais te marcaram? Comenta lá no final da página!

Inscreva-se no YouTube do Feededigno

Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

Artigo anteriorHomem-Aranha Sem Volta para Casa: Confira nossas principais teorias
Próximo artigoCRÍTICA – A Princesa e a Plebeia 3: As Vilãs Também Amam (2021, Mike Rohl)
Um carioca apaixonado por livros, cinema, games e que ama falar de nerdice.