Início FILMES Artigo Melhores filmes de 2020: Confira a lista do Feededigno

Melhores filmes de 2020: Confira a lista do Feededigno

Melhores filmes de 2020: Confira a lista do Feededigno

2020 foi um ano difícil por conta de todos os acontecimentos que ocorreram, visto que tivemos diversos problemas. Pandemia, desemprego, reality shows sendo a única opção de entretenimento… 

Entretanto, os serviços de streaming e o cinema não nos decepcionaram e com grandes lançamentos foram um alento para escaparmos um pouco dos nossos problemas. 

Sendo assim, confira agora a lista de melhores filmes de 2020 de acordo com nossa equipe que assim como nossos leitores se emocionou e teve diversos sentimentos com estas obras.

Lembrando que o que conta é a data de exibição no Brasil e não no exterior.

Alysson Mainieri⁩:
O Som do Silêncio (Darius Marder)

CRÍTICA – Sound of Metal (2020, Darius Marder)

Abrindo a lista de melhores filmes de 2020 temos O Som do Silêncio, filme dirigido por Darius Marder e que está disponível na Amazon Prime Video.

Na trama, Ruben (Riz Ahmed) é um baterista de uma banda de metal que perde a audição. Agora ele deve ver ou melhor, ouvir o mundo de uma nova forma.

Com uma experiência sensorial e excelentes atuações, O Som do Silêncio deve chegar forte nas premiações, principalmente nas categorias de mixagem de som e de melhor ator.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | CRÍTICA – O Som do Silêncio (2020, Darius Marder)

Confira também a nossa crítica em vídeo:

Ben-Hur Silva:
O Poço (Galder Gaztelu-Urrutia)

CRÍTICA - O Poço (2020, Galder Gaztelu-Urrutia)

Seguindo a lista, temos o perturbador O Poço, filme espanhol da Netflix com Galder Gaztelu-Urrutia na direção.

O longa conta a história de Goreng (Ivan Massagué), um homem que se voluntariou para viver numa prisão bem diferente do comum, onde os prisioneiros dividem a mesma comida por centenas de andares. A cada mês eles acordam num andar diferente, podendo ser privilegiados ou sofrer com a falta de recursos.

O Poço é uma das obras mais chocantes de 2020. Com um texto que critica de forma inteligente os privilégios e a sociedade que busca apenas status, sem pensar nos mais vulneráveis, é um soco no estômago do espectador.

Ao abordar temas como religião, política e poder, O Poço sem dúvidas é um dos destaques do ano.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | CRÍTICA – O Poço (2020, Galder Gaztelu-Urrutia)

Bruno Sepúlveda:
O Homem Invisível (Leigh Whannell)

O Homem Invisível: Conheça as principais adaptações do personagem

O Homem Invisível tem nada mais, nada menos que Elisabeth Moss como sua protagonista.

O longa aborda a vida de Cecilia (Elisabeth Moss) uma mulher que está em um relacionamento abusivo com Adrian (Oliver Jackson-Cohen). Adrian se suicida e Cecilia tenta viver em paz, todavia, ela começa a ser perseguida por uma criatura invisível e agora tenta provar sua sanidade para as pessoas ao seu redor.

Com uma subversão interessante da obra de H. G. Wells, O Homem Invisível apresenta a trama pelo prisma de uma outra personagem, buscando falar sobre um tema delicado: os relacionamentos abusivos.

LEIA TAMBÉM:

O Homem Invisível: Conheça as principais adaptações do personagem

De forma bastante inventiva, o longa consegue mostrar as dificuldades das mulheres em provar o seu sofrimento, pois são desacreditadas por uma cultura machista e que as coloca em uma posição de subserviência e de posse, algo que infelizmente ocorre até os dias atuais.

O terceiro ato é catártico e o longa é uma das grandes surpresas do conturbado ano de 2020.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | CRÍTICA – O Homem Invisível (2020, Leigh Whannell)

Confira nossa crítica sem spoilers em vídeo:

Diego Rodriguez:
Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica (Dan Scanlon)

Melhores filmes de 2020: Confira a lista do Feededigno

Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica é uma das animações da Pixar que agradou o público nos cinemas.

Barley (Chris Pratt) e Ian (Tom Holland) são dois irmãos elfos que recebem do seu falecido pai um cajado de bruxo. Sem nenhuma experiência com magia, os irmãos tentam reviver seu pai, contudo, fazem o serviço pela metade, trazendo ele de volta sem partes do corpo. Agora eles partem em uma jornada fantástica para poder passar mais um dia com seu ente querido.

A animação é emocionante e com uma linda textura, pois mistura bem cores vivas, além de possuir um roteiro que sabe onde quer chegar. Vale demais a conferida.

Guto Souza:
Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips (Matt Peters e Christina Sotta)

Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips fechou o Warverso, o universo compartilhado de animações da DC que foi iniciado com Liga da Justiça: Ponto de Ignição

LEIA TAMBÉM:

Warverso: Todos os filmes da Liga da Justiça em ordem cronológica

Superman reúne as tropas para derrotar de uma vez por todas Darkseid, seu inimigo mortal. Entretanto, o tirano descobre o plano e derrota a Liga da Justiça, matando vários de seus membros, por exemplo. Agora o que sobrou da super equipe deve tentar a última cartada para vingar a Terra e derrotar o ditador de Apokolips.

A nova animação da DC é uma das melhores de todos os tempos, pois não perde tempo com pieguice, mostrando bastante brutalidade e gore. Com uma trama bastante pessimista, a obra deixa muitos live-actions no chinelo e com certeza gostaríamos de uma adaptação nos cinemas num futuro próximo.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips (2020, Matt Peters e Christina Sotta)

Confira nossa crítica sem spoilers em vídeo:

Júlia Barth:
A Voz Suprema do Blues (George C. Wolfe)

A Voz Suprema do Blues é uma adaptação de uma peça teatral que conta a vida de Ma Rainey (Viola Davis) uma cantora talentosa de blues e que tem uma personalidade difícil.

Enquanto vemos a jornada dela, também acompanhamos a sua banda que possui diversos contrates de personalidade, uma vez que existem muitas discordâncias e egos a serem exaltados.

Com atuações incríveis de Viola Davis, Colman Domingo e Chadwick Boseman, A Voz Suprema do Blues certamente terá representação nas grandes premiações, visto que o longa e sustenta pela força de seu elenco que deve receber indicações.

O filme está disponível na Netflix.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | CRÍTICA – A Voz Suprema do Blues (2020, George C. Wolfe)

Matheus Inácio:
Amor com Data Marcada (John Whitesell)

Melhores filmes de 2020: Confira a lista do Feededigno

Amor com Data Marcada é uma comédia romântica natalina que aquecerá seu coração no final do ano conturbado de 2020.

Sloane (Emma Roberts) e Jackson (Luke Bracey) são dois jovens solteiros que odeiam relacionamentos. Todavia, após a pressão dos amigos para que eles encontrem uma alma gêmea, os dois fazem um acordo de passar as datas comemorativas juntos para agradar a todos. O problema é que agora a amizade está chegando em outro patamar e eles não sabem como lidar com o sentimento.

Uma lista de melhores filmes de 2020 não poderia ficar sem um romance e um longa natalino, então a dica do Matheus consegue matar dois coelhos numa cajadada só!

Nancir Santos:
Mulan (Niki Caro)

Mulan

A nossa lista de melhores filmes de 2020 tem live-action de princesas da Disney sim! Mulan foi um dos destaques de 2020, quer queira, quer não, então terá essa menção aqui.

Hua Mulan (Liu Yifei) é uma jovem chinesa que vai no lugar de seu pai doente para a guerra contra o temível Imperador (Jet Li). Como o exército só pode ser formado por homens, ela se disfarça para que possa substituir seu amado pai. Agora ela deve lutar contra a ameaça que assola sua comunidade e contra o machismo e as dificuldades. 

LEIA TAMBÉM: 

Mulan: Tudo o que sabemos sobre o live-action da Disney

O longa recebeu críticas mistas por toda parte, contudo, aqui no Feededigno nós amamos e é isso que importa! Indicamos muito Mulan para vocês queridos leitores!

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | CRÍTICA – Mulan (2020, Niki Caro)

Rayssa Marques:
Destacamento Blood (Spike Lee)

Destacamento Blood foi um dos grandes destaques de 2020 na NetflixDirigido por Spike Lee, o longa conta a história de um grupo de ex-soldados negros que lutaram no Vietnã. Eles voltam para o país para buscar os ossos de seu comandante, interpretado por Chadwick Boseman. O que os eternos soldados não contavam era com a ganância e ideais corrompidos de seus membros.

Destacamento Blood é um filme que tem diversas discussões importantes como o racismo, os horrores da guerra e a ganância do homem. Abordando de forma artística os fatos, Spike Lee entrega um longa envolvente e que traz uma irretocável atuação de Delroy Lindo, que deve receber indicações como melhor ator coadjuvante nas premiações.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Destacamento Blood (2020, Spike Lee)

Confira nossa crítica sem spoilers em vídeo abaixo:

Sammylle Matheus:
Uma Vida Oculta (Terrence Malick)

Uma Vida Oculta conta a história de Franz Jägerstätter (August Diehl) e sua esposa Franziska (Valerie Pachner). Franz se recusou a jurar lealdade a Adolf Hitler e agora sofre as consequências de seus atos, pois deve ter uma vida abaixo do radar.

O longa é intimista e mostra uma jornada melancólica sobre as lentes do diretor Terrence Malick. O filme é emocionante e questionador, colocando em cheque nossa crença em extremismos.

Stênio Souza:
Possessor (Brandon Cronenberg)

Possessor, filme dirigido por Brandon Cronenberg, filho do mestre do body horror David Cronenberg, merece um lugar aqui, pois mistura tecnologia com terror psicológico.

Na trama, pessoas pagam à uma empresa para ter a experiência de cometer assassinatos, uma vez que trocam de corpo com psicopatas.

A ideia lembra muito os melhores episódios de Black Mirror, visto que a tecnologia como um propulsor de histórias como foi visto em O Homem Invisível, longa já citado na lista. 

Possessor é horripilante e surpreendente, logo, é um filme que vale demais à pena assistir.

Stephanie Espindola:
Borat: Fita de Cinema Seguinte (Jason Woliner)

Borat: Fita de Cinema Seguinte (2020, Jason Woliner)

Para fechar a lista de indicações de melhores filmes de 2020, o filme que ninguém sabia que sequer existia, mas que amamos do início ao fim quando nos foi apresentado! Borat: Fita de Cinema Seguinte veio de mansinho no catálogo da Amazon Prime Video para brilhar nas telas dos espectadores.

O segundo melhor jornalista do Cazaquistão ficou preso por 14 anos após trazer o país para o radar das pessoas. Considerado um pária por humilhar o povo cazaque, agora Borat tem a missão de se redimir com a população, visto que tem o intuito de voltar aos Estados Unidos e levar um à Mike Pence, vice-presidente atual. 

O longa é ácido e traz um humor ainda mais sarcástico e atual, zoando os antivacinas, armamentistas, terraplanistas ou seja, a extrema-direita norte americana. 

Com piadas magníficas, principalmente a que envolve Rudolph Giuliani, o longa fecha de forma épica nossa lista.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Borat: Fita de Cinema Seguinte (2020, Jason Woliner)

Menção honrosa:
Joias Brutas (Josh Safdie e Ben Safdie)

CRÍTICA – Joias Brutas (2019, Benny Safdie e Josh Safdie)

ADAM SANDLER NUMA LISTA DE MELHORES DO ANO? 2020 PARE QUE EU QUERO DESCER! 

É isso mesmo que você acabou de ver, Adam Sandler é a estrela de Joias Brutas, um dos longas mais frenéticos e espetaculares de 2020. 

Howard Ratner (Adam Sandler) é um dono de uma loja de joias em Nova Iorque. Completamente falido, ele consegue uma joia que pode salvar sua vida de dívidas com agiotas, entretanto, as coisas não são nada fáceis para Howard que lida com o ódio de sua família, desconfiança de seus amigos e com a falta de atenção de sua amante.

O longa tem uma direção frenética e um roteiro claustrofóbico, uma vez que não temos um momento de paz, assim como o personagem de Sandler

Com grandes reviravoltas, personalidades de caráter questionável e excelentes personagens, Joias Brutas é um filmaço que você precisa assistir e que com certeza é um dos melhores filmes de 2020! Confere já na Netflix!

E para vocês, quais foram os melhores filmes de 2020? Gostaram da lista? Comentem e nos falem do que mais curtiram esse ano!

No mais, desejamos um excelente final de ano e que as esperanças sejam renovadas com novos filmes incríveis! Que venha logo 2021!

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorCobra Kai: Co-showrunners explicam ausência de personagem
Próximo artigoWiccano: Conheça o filho da Feiticeira Escarlate
Relações-públicas, gremista, nerd, escorpiano e palestrinha. Parece futebolista, pois só vive descendo a lenha. DC é melhor que Marvel, todavia, amamos as duas.