Início FILMES Crítica CRÍTICA – Wasp Network: Rede de Espiões (2020, Olivier Assayas)

CRÍTICA – Wasp Network: Rede de Espiões (2020, Olivier Assayas)

211
0
CRÍTICA – Wasp Network: Rede de Espiões (2020, Olivier Assayas)

Wasp Network: Rede de Espiões chega ao serviço da Netflix no dia 19 de Junho. Com um elenco estelar, o longa escrito e dirigido por Olivier Assayas adapta o livro Os Últimos Soldados da Guerra Fria, do brasileiro Fernando Morais, e conta a história real dos Cinco Cubanos, grupo de agentes que se infiltrou nos Estados Unidos nos anos de 1990.

Com Penélope Cruz, Édgar Ramírez, Gael Garcia Bernal, Wagner Moura e Ana de Armas no elenco principal, Wasp Network: Rede de Espiões possui um cast diferenciado. Nomes de peso para uma produção interessante que narra uma história real de espionagem e terrorismo. Todos os elementos pareciam a receita ideal para um filme perfeito.

Iniciando sua trama em 1990, Wasp Network apresenta o personagem René Gonzalez (Edgar Ramírez), um piloto que abandona sua mulher Olga (Penélope Cruz) e sua filha em Havana e parte para Miami. Considerado um traidor pelo governo de Cuba, René passa a trabalhar com grupos anticastristas em solo americano.

Conforme os anos passam, acompanhamos as histórias de outros cubanos que também desertam de seu país de origem em busca de se unirem às facções de dissidentes já estabelecidas nos Estados Unidos. Esses grupos promovem ataques terroristas em Havana, espantando pessoas e enfraquecendo o turismo na região – principal fonte de renda econômica de Cuba. É assim que eles imaginavam que iriam derrubar o regime ditatorial de Castro e finalmente implantar uma democracia.

CRÍTICA – Wasp Network: Rede de Espiões (2020, Olivier Assayas)

Esses casos realmente aconteceram. Entretanto, a forma como Olivier relata os fatos em tela torna tudo muito confuso e de difícil compreensão. Buscando criar reviravoltas em seu roteiro, a trama se atrapalha, não situando o telespectador da melhor forma e deixando em aberto explicações necessárias.

Mesmo com uma trama envolvente, ótimas atuações e as belíssimas locações – que é uma parte muito importante da produção – Wasp Network: Rede de Espiões não convence, entregando um longa confuso e que não sabe o que quer mostrar. Misturando cenas reais com dramatizações, focando em um arco familiar e abrindo outros tantos sem resolvê-los, Wasp Network se torna uma colcha de retalhos, nos deixando frustrados com suas decisões.

Ao que parece, todo o problema do longa está na sua montagem: sem informações precisas de tempo, com uso de flashbacks desnecessários e sem uma trama linear, a produção perde a chance de ser um ótimo thriller de ação e espionagem. É uma pena, pois o encontro de um elenco tão fenomenal, em uma história que tinha tudo para ser extremamente interessante, não acontece todos os dias.

Nossa nota

Confira o trailer:

Vai assistir a Wasp Network: Rede de Espiões? Não esqueça de deixar a sua nota para a produção!

Nota do publico
Obrigado pelo seu voto

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

 

Comentários