Início QUADRINHOS Crítica CRÍTICA | Estranhos no Paraíso: O Amanhã Hoje – Vol. 5 (2020,...

CRÍTICA | Estranhos no Paraíso: O Amanhã Hoje – Vol. 5 (2020, Devir)

CRÍTICA | Estranhos no Paraíso: O Amanhã Hoje - Vol. 5 (2020, Devir)

Em Estranhos no Paraíso, três personagens principais vivenciam angústias, alegrias e desencontros num pano de fundo digno das melhores histórias policiais ou de suspense. Com essa mistura diferente de tudo o que você já viu, o criador, Terry Moore, escreve e desenha uma história com personagens surpreendentemente reais.

A HQ é consolidada como uma série multipremiada e já recebeu o Eisner Awards – considerado o Oscar dos Quadrinhos -, em 1996 como a Melhor História Serializada por Um Sonho de Você, o primeiro volume. Além disso, a obra de Moore também recebeu o National Cartoonists Society Reuben Award por Melhor Quadrinho em 1997.

SINOPSE 

Enquanto David busca se consolar com Katchoo, Francine só consegue pensar em seu relacionamento com sua antiga melhor amiga e decide eternizar isso fazendo uma tatuagem, para o desespero do seu atual marido. Agora, parece que Katchoo está destinada a seguir a vida sem Francine em um mundo de glamour e exposições de arte, com sua incrível mostra de nus artísticos. Aos poucos Katchoo vai se transformando na queridinha da cidade e Francine parte para o Caribe em busca de paz e sossego. Parece que as amigas estão cada vez mais distantes… até que um importante acontecimento faz com que os caminhos dessas duas voltem a se cruzar em Houston.

ANÁLISE 

“Pessoas como eu e você”. Esse era o mote de vendas sobre a história, a forma que encontraram para dizer que eles não sofrem aventuras épicas no espaço ou em outra dimensão. Seus problemas são reais e podem acontecer como eu e você.

Na narrativa de Estranhos no Paraíso: O Amanhã Hoje, Terry Moore continua experimentando o uso pontual do texto em prosa. Poesias são usadas para abrir os capítulos e há até artifícios mais inusitados, como usar um poema no espaço das calhas (e espaço em branco entre os quadros) ou uma partitura musical que acompanha uma conversa.

Aqui Moore permanece incomparável para retratar emoções nos personagens. A sensação é que o autor está descrevendo pessoas reais que você conhece com todo o cuidado na sua narrativa em cada personalidade.

Mas de fato, a maior surpresa foi que este volume tem o conto de Molly & Poo – Uma Coleção de Momentos. A história tinha sido foi excluída do catálogo logo depois por seu criador considerá-la extremamente erótica e violenta. Sendo assim, é possível que não agrade todos os leitores que irão acompanhar a leitura. Porém, reconheço que é um ponto positivo em relação ao cuidado da Editora Devir adicionar esse material extra e considerado raro, principalmente aqui no Brasil para os amantes dos quadrinhos.

VEREDITO

O Estranhos no Paraíso: O Amanhã Hoje – Vol. 5 claramente prepara o leitor para a conclusão com o sexto volume em que há uma expectativa para a situação entre Francine e Katchoo.

Nesta edição, Freddie está em ênfase com suas trapalhadas , mostrando situações hilárias. No mais a tensão entre Francine e Katchoo ainda permanece, o que em alguns momentos pode parecer cansativo. Entretanto, o conto Molly & Poo apesar de ser desconectado da obra, merece a sua atenção como um dos melhores trabalhos do autor.

Nossa nota

4,0 / 5,0

Estranhos no ParaísoEditora: Devir

Autor: Terry Moore

Páginas: 402

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.