Início FILMES Crítica CRÍTICA – Caçadores de Trolls: A Ascensão dos Titãs (2021, Guillermo del...

CRÍTICA – Caçadores de Trolls: A Ascensão dos Titãs (2021, Guillermo del Toro)

Dirigido por Guillermo del Toro, o filme Caçadores de Trolls: A Ascensão dos Titãs é o encerramento da franquia Contos de Arcadia

Uma das sagas mais populares da Dreamworks chega ao fim. O filme Caçadores de Trolls: A Ascensão dos Titãs é o grand finale para a franquia Contos de Arcadia.

Apesar de ser conhecida por contar histórias voltadas para o público infanto-juvenil, a conclusão da franquia também já é sucesso entre os adultos!

Dirigida por Guillermo del Toro (A Forma da Água), Caçadores de Trolls: A Ascensão dos Titãs foi lançada em 21 de julho de 2021 e está disponível na Netflix.

SINOPSE

Arcadia fica no centro de linhas mágicas e místicas, funcionando como vínculo entre criaturas místicas, como Trolls, alienígenas e magos em diversas batalhas. Agora, os heróis da série juntam em uma épica aventura para lutar contra a Ordem Arcana e assumir o controle da magia que une todos eles.

ANÁLISE

O longa tem incríveis 1h e 46 minutos de pura ação, emoção e um ótimo desenvolvimento dos personagens. Para quem não assistiu às séries da franquia (Caçadores de Trolls, Os 3 Lá Embaixo e Magos), é possível entender a narrativa, mas dificulta perceber todos os detalhes que com certeza, na minha opinião de quem assistiu às séries, fazem toda a diferença.

Ao contrário do que costumamos ver em animações, Caçadores de Trolls: A Ascensão dos Titãs possui um forte apelo emocional com cenas bem importantes para o plot. A história é repleta de lutas e batalhas mais intensas do que o habitual, e acredito que o desfecho pode dividir opiniões.

O filme tem apenas duas falhas, na minha opinião, mas que não comprometem diante de tantos outros acertos.

Curiosidades de Caçadores de Trolls

Caçadores de Trolls: A Ascensão dos Titãs é o primeiro longa-metragem da DreamWorks a ser distribuído exclusivamente pela Netflix e atualmente tem o tempo de execução mais longo na filmografia do estúdio (cerca de um minuto a mais do que Como Treinar O Seu Dragão 3).

A produção se passa aproximadamente um ano após os eventos do final da série Magos.

De acordo com o roteirista da franquia, Marc Guggenheim, em entrevista à Revista Animation, o filme começa com um prólogo de exposição para que os espectadores que não tenham visto a trilogia inteira não fiquem confusos.

Dirigido por Guillermo del Toro, o filme Caçadores de Trolls: A Ascensão dos Titãs é o encerramento da franquia Contos de Arcadia

Essa é a única parte da trilogia Contos de Arcadia que possui o gênero emotional, por conta de intensas emoções da narrativa.

A produção conta com dois erros de continuidade. O primeiro acontece em Volta ao Passado: Parte 1. Jim acorda com seu despertador às 6h. No início da linha do tempo alternativa, Jim acordou com o alarme às 8h.

Em Volta ao Passado: Parte 2, Jim faz um teste para a peça da escola (um ou dois dias depois de encontrar o amuleto). Mas na nova linha do tempo, as audições acontecem no dia em que ele volta ao passado.

VEREDITO

Embora a conclusão traga opiniões divididas entre “foi incrível” e “foi decepcionante”, acredito que o roteiro trabalhou bem tudo o que Caçadores de Trolls, Os 3 Lá Embaixo e Magos construiu, com personagens dinâmicos, fazendo com que o desenvolvimento da narrativa crescesse de uma maneira natural. Esse ponto é um dos mais fortes do filme, algo que costuma ser um problema em filmes crossover.

Tecnicamente o filme é muito bem feito. As animações em 3D chamam a atenção desde o primeiro título da saga, mas em Caçadores de Trolls: A Ascensão dos Titãs ganham superioridade e precisamos enaltecer essa produção. Com um filme fora do convencional, Guilherme Del Toro ganhou meu coração e me deixou super emocionada e frenética ao final do filme.

O único defeito de Caçadores de Trolls: A Ascensão dos Titãs é que ele acaba!

Nossa nota

4,5 / 5,0

Assista ao trailer de Caçadores de Trolls: A Ascensão dos Titãs:

LEIA TAMBÉM:

Caçadores de Trolls: Conheça os heróis da franquia

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorUma Noite de Crime: Confira a ordem cronológica da franquia
Próximo artigoCRÍTICA – Jungle Cruise (2021, Jaume Collet-Serra)
Carioca, estudante de Design de Interiores, fã de séries, filmes e principalmente de Como Treinar o Seu Dragão <3