Início FILMES Crítica CRÍTICA – Rede de Ódio (2020, Jan Komasa)

CRÍTICA – Rede de Ódio (2020, Jan Komasa)

111
0
Rede de ódio

Rede de Ódio (Hejter, em polonês ou The Hater, em inglês) é um filme de thriller e drama polonês dirigido por Jan Komasa; e já está disponível no catálogo da Netflix.

ENREDO

Tomasz (Maciej Musiałowski) é um garoto que tem grandes habilidades com as redes sociais. Ao ser expulso da escola de Direito, vai atrás de um trabalho em uma agência de marketing digital, pois pretende explorar todo seu potencial.

ANÁLISE

O longa da Netflix vem em um momento perfeito em 2020, uma vez que passamos por alguns anos conturbados com extremismos, fake news e uma onda de ódio gigantesca.

Ao abordar de forma crua e sádica a facilidade da disseminação de ódio por parte dos haters da internet, Rede de Ódio nos passa uma inquietante insegurança, pois vemos que para iniciar um incêndio, basta uma fagulha em nosso mundo polarizado.

O filme começa de forma lenta, apresentando nosso protagonista como uma pessoa introspectiva, mas ao mesmo tempo com alguns sinais de sociopatia.

Aliás, o primeiro ato de Rede de Ódio é um pouco truncado em relação ao restante da obra, uma vez que o roteiro de Mateusz Pacewicz começa confuso ao entrar na psiquê dos personagens. 

Todavia, do segundo ato em diante, temos uma forte evolução, pois o texto flui e começamos a enxergar na prática todas as ações absurdas de Tomasz, mostrando o quão perigoso um gênio pode ser nas redes sociais.

A facilidade de encontrar incels, pessoas que colocam suas frustrações em minorias e em mulheres para tentar se ratificar como seres superiores, é um dos pontos mais relevantes do filme, ainda mais que encontramos diversos deles em muitos lugares sem precisar chegar à deep web.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | CRÍTICA – As Inconcebíveis Aventuras do Super-Incel e os Cabulosos Nerds Tóxicos (2020, Skript)

DESTAQUE DE REDE DE ÓDIO

Em alguns momentos a direção perde a mão dando destaques a cenas desconexas e elipses que nos deixam confusos.

Entretanto, as atuações dos atores são magníficas, mostrando todas as facetas que podemos ter de pessoas perturbadas psicologicamente e que a todo momento querem se provar como seres mesquinhos em suas esferas.

Alguns exemplos são a da família rica esnobe de esquerda que desdenha dos demais, mas que tem uma reputação boa em questões humanitárias.

A outra é do homem obcecado por uma pessoa que a todo custo tenta se aproximar dela, mesmo que seja extremamente tóxico.

E por fim, mas talvez o ponto mais relevante, o extremismo religioso e político, que exclui e descrimina pessoas com violência.

Rede de Ódio mostra de uma forma fantasiosa, mas com uma verosimilhança absurda coisas que acontecem no nosso cotidiano, infelizmente.

VEREDITO

Rede de Ódio é um filme com uma temática pesada e que é muito atual para o tempo que vivemos.

Ao nos apresentar até onde podemos ser éticos na internet, o longa acerta em cheio no âmago do que é a liberdade de expressão e o que é o discurso que pode destruir vidas, sendo um exímio exemplar de filme que deve ser assistido por todos.

Nossa nota

Assista ao trailer legendado:

E você, gostou do filme? Comente e deixe sua nota!

Nota do público
Obrigado pelo seu voto

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo? Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.